Eleição em Angélica: Justiça Eleitoral nega liminar para suspender pesquisa Ranking

Reprodução

Em mais uma decisão de Justiça Eleitoral de Mato Grosso do Sul, o Instituto Ranking Brasil, sai fortalecido. Desta vez foi no município de Angélica, onde haverá eleição suplementar neste proximo domingo dia 15 de maio de 2022.

A coligação “Juntos vamos reconstruir Angélica”, formada pelo PDT, PTB, PT e PATRIOTA, protocolaram ação na Justiça Eleitoral (TRE) para suspender a pesquisa, o Juiz indeferiu. “… os requisitos formais da Resolução do TSE foram cumpridos, não ha razão para conceder liminar e suspender a pesquisa pelo qual INDEFIRO…”. Processo: 0600023-02.2022.6.12.0027.

Segundo Diretor do Instituto Ranking Brasil, a empresa passou credibilidade para a opinião pública em mais esta decisão. “Somente este ano a Justiça Eleitoral INDEFIRIU quatro tentativas de suspender pesquisas da nossa empresa, não obtiveram êxito. Isso mostra que estamos fazendo as coisas certas”, disse Antonio Ueno.

“O Instituto Ranking Brasil obedece rigorosamente a lei, os seus prazos e conhece profundamente os procedimentos exigidos pela Justiça Eleitoral para publicar uma pesquisa dentro dos preceitos legais”, comentou Ueno.

“A assertividades do Instituto Ranking Brasil está comprovada em várias eleições, não havendo desvios porque “temos um sistema de checagem dos números extremamente rigoroso, com acompanhamento sistemático dos levantamentos”, finalizou Ueno.

Facebook
Twitter
WhatsApp

Leia Também