Secretaria de saúde confirma vacinação no “gabinete de Bernal” – veja a lista dos vacinados

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) confirmou por meio de sua assessoria de imprensa a vacinação contra a gripe H1N1 no gabinete do prefeito de Campo Grande Alcides Bernal (PP). Contudo, foi esclarecido que somente receberam as doses trabalhadores do gabinete que fazem parte do grupo de risco, por comorbidades ou idade, por exemplo. O próprio prefeito recebeu vacinação em função de problema crônico.

As vacinas foram levadas até lá, por uma "questão de comodidade", segundo a Sesau. O assunto gera polêmica desde que o jornalista Carlos Roberto Pereira, o Carlinhos Pereira, denunciou a suposta vacinação em massa no gabinete do prefeito e assegurou ter provas da imunização indevida de pessoas que não compõem o grupo de risco.

É, não será nada fácil para a Prefeitura Municipal de Campo Grande escapar das cobranças sobre explicações do sumiço das doses de vacina contra a gripe na Capital. Com muita gente indo aos postos e não conseguindo receber as doses, casos aumentando, grupos prioritários ficando sem vacinação, desmentidos inclusive de laboratórios oficiais, agora surgiu uma lista com os nomes de assessores e secretários municipais, além de vereadores da base e seus assessores, que teriam recebido vacinas de maneira exclusiva, mesmo sem estar no grupo prioritário.

Uma queixa-crime com direito a boletim de ocorrência e apresentação de detalhes ao MPE (Ministério Público Estadual) e MPF (Ministério Público Federal) foi apresentada por Carlos Roberto Pereira. Ele afirmou que tentou vacinar a sobrinha que está em tratamento contra um câncer e não conseguiu. Diante disso, ficou revoltado ao ler notícias sobre o sumiço das vacinas e apresentou denúncia no MPE e MPF.

Carlos Roberto contou, segundo o boletim de ocorrência que uma funcionária com o nome de Cássia e que seria chefe do setor de vacinas da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) teria facilidade e realizado todo o atendimento para os funcionários. Segundo a denúncia, após saber por meio de entrevista pública por parte da assessora de imprensa do prefeito, Marcia Scherer, que apenas Alcides Bernal teria recebido a vacina, aplicada por uma enfermeira.

No entanto, a informação foi contestada no documento, e segundo Carlos Roberto no dia 18 de maio, várias pessoas que não estão no grupo de risco especificado pelo Ministério da Saúde teriam sido vacinadas.

Os documentos foram protocolizados nos respectivos órgãos e o boletim de ocorrência lavrado na Depac Centro.

Câmara instaura CPI para investigar sumiço das vacinas

Nesta terça-feira (7) a Câmara Municipal instaurou CPI (Comissão Parlamentar de inquérito) para apurar a situação. Além disso, a prefeitura afirmou por meio de assessoria que seria feita auditoria. Os números são divergentes, uma vez que há informações de que teriam desaparecido 3 mil doses e outras que na verdade seriam 32 mil doses. 

Fonte: http://www.diariodigital.com.br/geral/sesau-confirma-vacinacao-no-gabinete-de-bernal-mas-nao-em-massa/145329/
Fonte: http://www.jd1noticias.com/geral/na-policia-jornalista-acusa-bernal-de-vacinar-amigos-e-assessores/19498/
 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também