Reinaldo defende ação integrada das forças policiais na segurança do cidadão

Fortalecer as instituições policiais e atuar de forma integrada com outras forças, inclusive federais, é um primeiro passo para criar em Mato Grosso do Sul uma política de segurança pública para a população, disse na quinta-feira (8) o governador Reinaldo Azambuja, ao empossar o novo delegado-geral da Polícia Civil, delegado Roberval Maurício Cardoso Rodrigues.
 
“Queremos uma política de segurança pública com a união de todas as forças, criando um comitê onde se discuta estratégias e ações permanentes”, afirmou Azambuja, acrescentando que vai cobrar do governo federal, de forma sistemática, a divisão de responsabilidades no combate à criminalidade na extensa faixa de fronteira seca com o Paraguai e a Bolívia, que soma 1.470 quilômetros.
 
Para o governador, existem distorções em relação a esta responsabilidade, com o Estado praticamente assumindo a ação policial. Enfatizou que a presença das forças federais é necessária para auxiliar as policiais estaduais visando coibir a entrada de drogas, armas e de contrabando, com o Estado deixando de ser rota de produtos ilícitos. ”Este será um dos grandes desafios de toda a força policial”, pontuou.

Priorizar as pessoas
 
Reinaldo Azambuja também enfatizou, em seu discurso, que o governo construirá uma política de segurança pública para a população, observando que o governo e o mandato dos gestores se findam e as instituições ficam e devem ser sólidas, por meio da prestação de serviços contínua e pelo trabalho unido e, principalmente, sem interferências políticas.
 
“Não podemos politizar a polícia, as progressões e ascensões do policial devem ser pelo critério do merecimento, do bom profissional, conquistadas pelo seu trabalho e sua dedicação, e não por critérios políticos”, ponderou. O governador reafirmou o compromisso de fortalecer as forças policiais, investindo no treinamento contínuo e na formação do policial e em novas tecnologias, priorizando as pessoas.
 
A posse do novo delegado-geral da Polícia Civil ocorreu na tarde desta quinta-feira, no salão nobre da Acadepol/MS (Academia de Polícia Julio César da Fonte Nogueira), no Parque dos Poderes. O governador Reinaldo Azambuja assinou o termo de posse, juntamente com o delegado Roberval Rodrigues, que, na mesma solenidade, assumiu a presidência do Conselho Superior da Polícia Civil.
 
Mão de ferro
 
Em sua fala, o delegado-geral assumiu o compromisso de fazer uma gestão que será exemplar para o país, juntamente com as demais forças que integram a segurança pública do Estado. “A polícia é uma só e vamos agir com mão de ferro no combate à criminalidade, realizando um trabalho digno, com a motivação do policial”, disse Roberval Rodrigues, que está no quadro da Polícia Civil desde 1987.

Presente ao ato, o secretário estadual de Segurança e Justiça, Sílvio Maluf, realçou em seu discurso a harmonia das instituições policiais, evidenciada na transmissão do cargo, e homenageou o ex-delegado-geral, Jorge Razanauskas Neto, pela boa gestão conduzida desde janeiro de 2009. Sílvio Maluf também destacou que o governo vai estabelecer uma política de Estado e não de partido para a segurança pública.
 
Presentes à cerimônia o prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte; os deputados estaduais Professor Rinaldo e Paulo Corrêa; a deputada federal eleita Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias; o presidente do tribunal de Justiça de MS, desembargador Pascoal Leandro; vereador Mário César, presidente da Câmara Municipal de Campo Grande; e membros do Conselho Superior da Polícia Civil.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também