VÍDEO: uso de máscaras é desrespeitado na feira do bairro Universitário

Aglomerações, o não distanciamento e a falta de uso de máscaras era visível.
Diário MS News

Quem passou pela feira do bairro Universitário na manhã deste domingo dia 2 de maio, certamente viu muitos frequentadores sem o uso de máscaras. Sem fiscalização por parte das autoridades, os cumprimentos dos protocolos sanitários estavam totalmente violados.

Leitores do Diário MS News, enviaram fotos e vídeos com várias irregularidades. A reportagem esteve no local e constatou os fatos.

Aglomerações, o não distanciamento e a falta de uso de máscaras era visível. Além disso, vários frequentadores da feira reclamaram da sujeira, esgoto a céu aberto e até cachorros no meio da multidão.

Um idoso de 70 anos, que se identificou como ‘Seu Manoel’, não se deu ao trabalho de se justificar ao ser surpreendido pela reportagem completamente desprotegido. “Só uso máscara quando estou trabalhando. A gente não pode ter medo de Coronavírus. Ter medo é pior”, disse.

Desde do dia 22/06/2020 está em vigor o Decreto nº 15.456, de18/06/2020, tornou obrigatório o uso de máscara de proteção individual em todas as cidades de Mato Grosso do Sul. O referido decreto estabelece que os responsáveis por órgãos, instituições e entidades públicas, estabelecimentos privados acessíveis ao público que permitirem a entrada e permanência de pessoas sem máscara estarão sujeitos a penalidades previstas no Código Sanitário do Estado.

Conforme ficou estipulado, as punições vão de advertência educativa a interdição, suspensão de venda ou fabricação, cancelamento de registro, interdição parcial ou total. Na feira não foram vistos fiscais da Semadur nem Guardas do município.

Como a COVID-19 é transmitida?
A transmissão dos Coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Ocupação de UTI em Campo Grande
O boletim deste dia primeiro de maio da SES informou que a macrorregião de Campo Grande estava com 92% de taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do SUS (Sistema Único de Saúde.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também