STF garante reeleição do vereador Carlão

Reprodução

Decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) garantiu a reeleição do presidente da Câmara dos Vereadores de Campo Grande, Carlão, do PSB, promovida em julho deste ano, um ano e meio antes da data prevista para que legislativo municipal realizasse o pleito. 

A antecipação que deu o segundo mandato ao pessebista, foi contestada judicialmente pelo Partido Verde.

Legislação municipal até a decisão anunciada pelo STF proibia a reeleição da presidência da Câmara dos Vereadores numa mesma legislatura. 

No entanto, por decisão da corte máxima do país, a regra local fora desprezada.

Para protestar a reeleição de Carlão, que agora manda na Câmara até 2024, o PV havia se sustentado numa decisão do próprio STF, na qual barrou a reeleição dos ex-presidentes da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (PSD-RJ) e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). 

À época, fim de julho passado, conforme noticiado neste jornal, o presidente estadual do PV, Marcelo Bluma reforçou que a ação não foi movida com a intenção de “ferir a gestão de Carlão (PSD) e não deve ser levado para o lado pessoal, mas a Câmara Municipal antecipou de forma ‘desnecessária’ as eleições da mesa diretora.

“Não é nada pessoal, não tenho nada contra o Carlão, mas a Câmara não é a casa do vereador e sim do povo, eles estão ali para legislar em favor dos campo-grandenses e mais nada. Agora antecipar uma eleição em um ano e meio sem alguma justificativa plausível, realmente é desnecessário. O PV não tem vereador eleito, mas mesmo assim nos sentimos no direito de intervir pela população”, argumento de Bluma, que não convenceu o STF.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também