Mãe compra buquê de flores e manda filho entregar para colega da escola após ele 'tirar sarro' do sobrenome dela

Autor: Por Graziela Rezende

09.09.2019

Os adolescentes estavam em sala de aula, no último tempo, quando o coleguinha de Danielle resolveu ler uma cartinha. Entre outras palavras, o menino fez uma brincadeira de mau gosto e "tirava sarro" do sobrenome dela. Envergonhada, a menina começou a chorar e o resultado é que todo mundo foi parar na coordenação. Um dia depois dos fatos, a mãe achou que somente pedir desculpas não seria suficiente e então obrigou o filho a entregar flores a ela. O fato ocorreu há 4 dias, em Três Lagoas, na região leste do estado.

"Eu achei que ela corrigiu o filho de uma maneira muito amorosa e a minha menina não vai mais esquecer desta atitude. Na verdade, a minha filha não comentou nada e eu só fiquei sabendo desta situação porque a coordenação me ligou dizendo que ela chegaria em casa com um ramalhete", afirmou a funcionária pública Maria Aparecida Jacinto, de 48 anos.

De acordo com Maria, a filha sempre foi magra e ela conversou com a adolescente sobre possíveis situações de bullying. "Desde quando ela começou a frequentar a escola eu falei que brincadeiras do tipo poderiam acontecer, só que ela deveria se importar apenas com o que eu falasse. Eu não queria que ela criasse ninho, que nada atingisse o psicológico dela. No entanto, soube que a brincadeira foi por conta do sobrenome dela, mas, eu achei tão louvável a atitude da outra mãe que nem quis saber o teor do que tinham escrito", ressaltou.

Conforme Jacinto, a filha não queria ter a situação exposta na coordenação. "Ela me disse que falaram alto do sobrenome dela e chorou porque ficou com vergonha. No entanto, quando a coordenação soube do ocorrido, optaram por chamar os pais dos meninos, já que um escreveu e o outro leu na sala de aula. Foi aí que eu conheci a mãe de um deles, que teve esta atitude. Um exemplo a ser seguido e eu posso dizer que ganhei uma nova amiga. Se minha filha fizesse algo do tipo, faria o mesmo", comentou.

A mãe do menino, Katrina Lima, usou as redes sociais para dizer que "a paz entre amigos voltou a reinar". Ela disse ainda que ficou triste quando soube da situação e conversou o filho, ressaltando que ele deve sempre respeitar as mulheres e as tratar com muito "respeito e carinho". A postagem teve centenas e comentários e compartilhamentos.

"Eu só quero dizer que foi uma brincadeira do meu filho de mal gosto que a menina se sentiu constrangida pelo fato...é um menino bonzinho e muito companheiro. Sinto muito orgulho dele, pois, o mesmo foi homem suficiente de assumir o seu erro e com humildade pedir desculpas...não passei a mão na cabeça e dele e o fiz fazer o que deveria ser feito...", ressaltou.

Voltar ao Topo

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Envie sua notícia

(67) 99968-0055

© 2019 Diário MS News. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Livre reprodução, transmissão ou redistribuição dos conteúdos sem edição. Pede-se a citação do crédito.

Site desenvolvido por: