VÍDEO: A caminho de Beirute, Nelsinho mostra carga de insumos que serão entregues ao Líbano

Senador integra comitiva brasileira em missão humanitária que entregará alimentos e insumos médico-hospitalares ao Líbano

12.08.2020

O senador Nelsinho Trad (PSD-MS) embarcou no início da tarde desta quarta-feira rumo à Beirute, cidade libanesa avassalada por uma explosão na região portuária na última semana. O senador foi convidado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para representar o Congresso Nacional na missão humanitária que deverá entregar mantimentos e medicamentos ao país.

Nelsinho, que é descendente de libaneses, embarcou em Brasília nesta manhã e fez escala em Guarulhos (SP). Lá, o senador mostrou o interior do compartimento de carga da aeronava da FAB (Força Aérea Brasileira) que vai conduzir a comitiva até Beirute.

“Quero agradecer ao presidente Bolsonaro por ter o privilégio de representar o Congresso nessa missão humanitária. Esse agradecimento transcende a linha espiritual e chega nos meus avós, que são libaneses”, declarou, momentos antes do embarque final.

Comitiva

A comitiva da qual Nelsinho Trad faz parte também é composta pelo ex-presidente Michel Temer (MDB), que teve de pedir autorização à Justiça para deixar o país. Isso porque, após deixar a presidência da República, no início de 2019, ele teve a prisão decretada duas vezes e virou alvo de vários processos em Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo

Alem de Temer e Trad, participam da missão o senador Luiz Pastore, o secretário de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Flávio Viana Rocha, e o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf.

Dois aviões da FAB partem ao Líbano com ventiladores pulmonares, máscaras cirúrgicas, kits de primeiros-socorros e material de construção, além de ao menos 500 cestas básicas e meia tonelada de medicamentos e equipamentos doados pela Câmara de Comércio Brasil-Líbano. A comitiva chefiada por Temer leva também equipe médica com 16 profissionais.

Na última semana, uma explosão ocasionada por resíduos químicos como nitrato de amônia avassalaram Beirute, agravando a crise enfrentada no Líbano. Ceca de 200 pessoas morreram e outras 6 mil ficaram feridas. Parte da cidade ficou destruída.

Fonte: Midiamax

Voltar ao Topo

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Envie sua notícia

(67) 99968-0055

© 2019 Diário MS News. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Livre reprodução, transmissão ou redistribuição dos conteúdos sem edição. Pede-se a citação do crédito.

Site desenvolvido por: