Fazendeiro é multado em R$ 21 mil por extrair madeira ilegalmente

04.06.2020

Um fazendeiro de 62 anos foi multado em R$ 21 mil, após ser pego pela Polícia Militar Ambiental (PMA) na manhã desta quarta-feira (3), extraindo madeira ilegalmente de uma reserva legal coletiva, em um assentamento rural de Alcinópolis, a 313 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com a PMA, os policiais realizavam uma fiscalização após denúncia de exploração ilegal de madeira. A equipe utilizou um drone e verificou diversas pequenas áreas de extração irregular na reserva, mas não encontrou nenhum infrator no local.

Ainda durante o sobrevoo do drone, os policiais perceberam vários pontos de derrubadas de árvores de grande porte na propriedade vizinha ao assentamento. Durante vistoria no local, foi localizada uma pequena carvoaria com um forno que funcionava de forma ilegal e processava carvão nativo da madeira das árvores exploradas. A área de exploração ilegal era de um polígono de 53 hectares, com vários pontos de exploração.

Tanto a atividade carvoeira, como a exploração da madeira, era realizada sem a licença ambiental. As atividades foram embargadas. O dono da carvoaria e da fazenda, de 62 anos, morador de Costa Rica, foi multado em R$ 21.200,00. Ele também responderá por crimes ambientais, tanto por atividade potencialmente poluidora sem a autorização ambiental, cuja pena é de um a seis meses de detenção, quanto por crime de exploração ilegal de madeira, com pena prevista de seis meses a um ano.

Fonte: G1/MS

Voltar ao Topo

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Envie sua notícia

(67) 99968-0055

© 2019 Diário MS News. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Livre reprodução, transmissão ou redistribuição dos conteúdos sem edição. Pede-se a citação do crédito.

Site desenvolvido por: