No ápice, celulose responde por 60% das exportações do MS

Autor: Mauro Silva, com informações da assessoria

13.08.2019

Com quase 60% da receita de US$ 2,14 bilhões nas exportações de produtos industrializados de Mato Grosso do Sul ,de janeiro a julho deste ano, com um montante de US$ 1,26 bilhão, a celulose fomenta economia do estado.

De acordo com o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende, o índice se dá devido as compras realizadas pela China e os Estados Unidos. “Esses dois países elevaram de forma substancial a aquisição de celulose, refletindo no aumento da receita desse grupo no total das exportações de produtos industrializados”, declarou.

Seguindo os bons resultados da celulose, em segundo lugar, vem a carne bovina com quase 26% da receita com arrecadação de 2,14 bilhões nas exportações, resultado alcançado de janeiro a julho deste ano.

 “Na prática, essa receita é 15% superior a do mesmo período do ano passado, quando chegou a US$ 485,38 milhões. A alta também é devido ao aumento das compras efetuadas por Hong Kong, Chile, Emirados Árabes Unidos, Irã, China, Arábia Saudita e Egito, respectivamente”, analisou Ezequiel.

No geral, o montante de US$ 2,14 bilhões obtido com as exportações de produtos industrializados de Mato Grosso do Sul de janeiro a julho deste ano é 5% maior em relação ao mesmo período do ano passado, quando somou US$ 2,04 bilhões. Apenas no mês de julho, as exportações de industrializados do Estado totalizaram US$ 322,95 milhões contra US$ 302,35 milhões de julho o ano passado, uma alta de 7%.

Para o economista, esse crescimento pode ser creditado à guerra comercial os Estados Unidos e China “Essa briga está beneficiando o Brasil” garantiu.

Fonte: JD1 Noticias

Voltar ao Topo

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Envie sua notícia

(67) 99968-0055

© 2019 Diário MS News. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Livre reprodução, transmissão ou redistribuição dos conteúdos sem edição. Pede-se a citação do crédito.

Site desenvolvido por: