Guardas Civis da Capital ameaçam greve por falta de reajuste e promoção

Bruno Henrique

As greves Guarda Civis Metropolitanos de Campo Grande de indicativo de quinta-feira (27), após reunião em assembleia reivindicando nestas melhorias.

Segundo o presidente do Sindicato da Guarda Civil Metropolitana, GCM Bom Fim, o motivo é a falta de igualdade no valor da vale-alimentação dos guardas civis da cidade para os guardas-civis lotados na Câmara Municipal, além da falta de promoção de todos os guardas.

Bom Fim, a categoria pede para que o vale-alimentação saia dos atuais R$ 294 para quase R$ 900, igual aos guardas da Câmara.

Além disso, pede a promoção de 533 guardas da segunda para a primeira classe e de 527 da terceira para a segunda classe.

“O pedido que nós resolvemos não impacta na lei de responsabilidade fiscal. É questão de boa vontade”, disse o presidente do Sindicato.

Na próxima feira (31), acontecerá a segunda-feira a deflagração da próxima 72 horas para acontecer. Ou seja, a greve pode ser iniciada na quinta-feira (3).

A reportagem tentou contato com o secretário municipal de Gestão, Agenor Mattiello, mas a ligação não foi atendida.

Facebook
Twitter
WhatsApp

Leia Também