Procon Estadual encontra variação de até 53.82% no valor das tarifas bancárias

09.02.2019

Equipes da Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor – Procon/MS, órgão vinculado à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho – Sedhast, realizaram pesquisa no sentido de verificar os valores cobrados pelas  diversas redes bancárias pelos pacotes  de serviço oferecidos ao cliente que, na realidade,  é um consumidor  dos serviços e orientar os detentores de contas bancárias a respeito de seus direitos.

No decorrer dos trabalhos, realizados pelo Procon Estadual no período de 30 de janeiro a 8 de fevereiro deste ano,  foram visitados os bancos  do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal,  Santander,  Itaú e  Sicredi Campo Grande ( Cooperativa de Crédito, Poupança e Investimento) e Sicredi União. Os pacotes apresentados pelas agências são classificados como padronizado em quatro modalidades e pacote universitário.  Pelo levantamento é possível constatar uma diferença de 53,62 % no pacote padronizado III, uma vez que no Banco do Brasil o valor cobrado é de R$ 33,95, enquanto no Sicredi custa R$ 22,10.

No caso dos pacotes padronizados, a modalidade I dá direito ao titular da conta a movimentar com depósitos à vista, somente com cartão, possibilitando, também, quatro saques dois extratos a cada 30 dias além de duas transferências entre contas na mesma instituição, gratuitamente. Já, em relação aos demais (II, III e IV) é acrescentado aos benefícios a utilização 10 folhas de cheques. Em relação à conta universitária os benefícios variam de banco para banco.

A pesquisa verificou que há diferença considerável entre os valores cobrados pelas diversas instituições. Foram cotados até cinco itens por unidade de crédito visitada, entre os quais a confecção de cadastro, fornecimento de folhas de cheque, saques, extrato bancários e transferências. Ficou constatado que o “pacote” padronizado IV é o que apresenta valor mais elevado, sendo disponibilizado por R$ 43,00 no banco Itaú e por R$ 36,80 na Caixa Econômica. Já, o mais barato é o universitário que no Banco do Brasil custa R$ 12,40 enquanto no Itau sai por R$ 6,95.

“Não podemos deixar de lembrar às pessoas que detêm contas bancárias que o Banco Central, por meio de resolução, estabelece que o consumidor tem direito ao acesso de serviços essenciais gratuitos por mês.  Entre estes podemos listar, por exemplo, quatro saques, duas transferências de recursos entre contas na própria instituição e dois extratos contendo a movimentação dos últimos trinta dias. A realização de consultas mediante utilização da internet é ilimitada”, orienta o superintendente do Procon Estadual, Marcelo Salomão.

Fonte: Procon - MS

Voltar ao Topo

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Envie sua notícia

(67) 99968-0055

© 2019 Diário MS News. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Livre reprodução, transmissão ou redistribuição dos conteúdos sem edição. Pede-se a citação do crédito.

Site desenvolvido por: