Flamengo vence clássico e põe Botafogo na zona da degola

Autor: Globo Esporte

08.11.2019

Confusões, muitas faltas e gol no fim. Botafogo e Flamengo fizeram um clássico quente na noite desta quinta-feira, no Estádio Nilton Santos. E o Rubro-Negro levou a melhor: venceu por 1 a 0, o gol marcado por Lincoln aos 43 minutos do segundo tempo, e segue firme e inabalável na liderança do Campeonato Brasileiro. Enquanto o Alvinegro amargou sua quarta derrota consecutiva na competição e entrou na zona de rebaixamento.

Temperatura alta
O clássico teve clima nada ameno ainda fora do estádio, com confusões e polícia agindo para dispersar o tumulto. E isso tudo foi transferido para dentro de campo. Foram ao todo 29 faltas durante a partida inteira, com sete cartões amarelos para o Botafogo (dois só para Luiz Fernando, que, por isso, recebeu o vermelho) e três para o Flamengo. Até os técnico Alberto Valentim e Jorge Jesus saíram amarelados. O árbitro Leandro Vuaden precisou parar o jogo a todo momento por causa de bate-bocas e troca de empurrões.

Jovem herói
Lincoln entrou aos 31 minutos do segundo tempo no lugar de Vitinho e salvou a noite rubro-negra: ele completou o cruzamento de Bruno Henrique e garantiu a vitória por 1 a 0. Justo ele que, no clássico contra o Botafogo no primeiro tempo, se machucou e desde então briga para ter uma sequência na equipe.

Melhor na história
O Flamengo chegou aos 74 pontos com a vitória sobre o Botafogo e superou sua melhor campanha na história do Campeonato Brasileiro, que foi no ano passado, quando terminou com 72 pontos. E ainda faltam sete rodadas para o fim...

Próxima rodada
As duas equipes voltam a campo pelo Campeonato Brasileiro na semana que vem. No domingo, o Flamengo recebe o Bahia no Maracanã, às 18h (de Brasília). Na segunda-feira, é a vez do Botafogo enfrentar o Avaí no Nilton Santos, às 20h.

Fonte: G1

Voltar ao Topo

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Envie sua notícia

(67) 99968-0055

© 2019 Diário MS News. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Livre reprodução, transmissão ou redistribuição dos conteúdos sem edição. Pede-se a citação do crédito.

Site desenvolvido por: