Eleições 2022: Mato Grosso do Sul tem 1.845.542 eleitores

Reprodução

Oito municípios de Mato Grosso do Sul apresentam situações opostas no que se relaciona ao número de eleitores aptos a votarem no próximo ano. Quatro deles têm o maior contigente de pessoas em condições legais a irem às urnas e, nos outros restantes desse grupo, é menor. As lideranças políticas, porém, não desprezam essa realidade e desde já estão em campo com os eventuais candidatos à reeleição ou àqueles que disputarão o pleito pela primeira vez.

A história política ensina que uma eleição pode se perder por diferença de apenas um voto. Em 2022 serão escolhidos presidente da República, governadores e seus vices, senadores (uma das três vagas), deputados estaduais e federais. No Estado, são 1.845.542 eleitores, conforme dados do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral).

Os quatro maiores contigentes eleitorais, portanto, de Mato Grosso do Sul são: Campo Grande 33,327% (615.061), Dourados 7,195% (132.783), Ponta Porã 3,273% (60.406) e Corumbá 3,179 % (58.661). Contabilizam o menor número, os municípios de Caracol 0,204% (3.762), Novo Horizonte do Sul 0,185% (3.410), Paraíso das Águas 0,178% (3.279) e Figueirão 0,122% (2.256).

Com base na estimativa de população residente divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em 1º de julho de 2021, a população de Mato Grosso do Sul chegou a 2,84 milhões de habitantes neste ano, com um crescimento de 1,06% em relação à estimativa de 2020.

Os 10 municípios com as maiores taxas de crescimento populacional, segundo o IBGE, foram Sidrolândia, Chapadão do Sul, Nova Alvorada do Sul, Sonora, Terenos, Maracaju, Rio Brilhante, Corguinho, Paraíso das Águas e São Gabriel do Oeste.

Os dados do IBGE mostram ainda que o município de Selvíria têm mais eleitores do que habitantes. Os demais 78 municípios de Mato Grosso do Sul possuem mais habitantes do que eleitores.

Eleitorado feminino

O levantamento, atualizado até 30 setembro deste ano, mostra também que as mulheres continuam sendo maioria do eleitorado.

Segundo o TRE, as mulheres representam 52,759% (973.694) enquanto os homens chegam a 47,241% (871.848) dos eleitores. O Estado teve um aumento de 0,87% (1.612) do número de eleitores em relação ao último levantamento do tribunal, feitos em 31 de agosto.

Idade e instrução

Os dados do tribunal revelam ainda que a maioria dos eleitores aptos para votar estão na faixa etária dos 25 a 34 anos (22,12%), seguida por 35 e 44 anos (21,63%), e, a menor porcentagem de eleitores, é de 70 anos ou mais (6,64%). Em relação ao grau de escolaridade, 26,25% (480.313) tem o ensino fundamental incompleto. Na sequência, vem os eleitores com ensino médio completo, chegando a 22,46% (414.536) do eleitorado. A menor fatia dos eleitores de MS é composta por analfabetos, de 3,64% (67.302).

Roberta Martins e Raiane Carneiro

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também