BONITO: 2ª pesquisa Ranking sobre a eleição 2020 e avaliação administrativa

07.12.2019

O Instituto Ranking, colheu dados entre os dias 26 e 27 de novembro e analisou respostas dos moradores do município de Bonito, cidade que fica a cerca de 300 Km de Campo Grande. As questões respondidas por 400 eleitores colocam critérios como anda a administração, desenvolvimento de áreas básicas e intenções de votos para 2020. 

A pesquisa foi encomendada pelo Jornal eletrônico Diário MS News. Às entrevistas foram feitas com moradores com base nos mais recentes dados do IBGE 2010, TRE/2019 e histórico político/administrativo. O intervalo de confiança é de 95% e margem máxima de erro de 3.8%  para mais ou para menos. O Instituto utilizou o método quantitativo.

ELEIÇÃO 2020

Zé Arthur de Figueiredo (MDB) lidera a segunda pesquisa de intenção de voto para a eleição municípal de 2020 em Bonito. A pesquisa indica ainda uma melhora na aprovação do atual prefeito Odilson Arruda Soares (PSDB). Sem a candidatura de Zé Arthur (28,75% de intenções de voto), o prefeito, que é candidato à reeleição, assume a liderança, também na pesquisa estimulada, com 11,50%.



O ex-prefeito Geraldo Marques (PDT), aparece em quarto lugar, atrás do Dr. Laércio, do DEM, que tem 9%, em terceiro, contra 8,50% atribuídos ao ex-prefeito.

ESTIMULADA -  2



No cenário 2 da pesquisa estimulada, o Instituto Ranking suprimiu o nome dos ex-prefeito Zé Arthur e Geraldo Marques.



Neste cenário, o prefeito Odilson Arruda teria hoje 18,75%, assumindo a liderança das intenções de voto no município, sendo seguido por Dr. Laércio, com 14,50%, em segundo, sendo  pré-candidato do partido da  ministra Tereza Cristina. 

Em relação à  candidatura  do DEM, a pesquisa especulou ainda outro nome do partido, Décio Bigaton em substituição ao dr. Laércio. Ele obteve 7,75% das intenções de voto, ficando em sexto. Jorginho Figueiredo (MDB), que vem a seguir, obteve 12,25%. No caso,  seria ele o candidato do partido do ex-governador André Puccinelli (já que o irmão Zé Arthur está inelegível); Josmail (PL), com 10,25%; do partido do ex-deputado Edson Giroto; Bosco Martins (SD), com 5%, do partido do deputado Lucas de Lima, um dos mais votados em Bonito; João Ligeiro (PDT), com 4,75%, substituto do ex-prefeito Geraldo Marques, que está inelegível; Loiva Schiavo (PSD), com 3,75%, apoiada pelo senador Nelsinho Trad. Em eventual composição, todos esses pré-candidatos passam a ser potenciais candidatos a vice nas eleições municipais. Outros pré-candidatos citados tiveram índices abaixo de 1%. Não souberam responder ou não sabem ainda em quem votar, 30,75% dos eleitores.



REJEIÇÃO ESTIMULADA

Em amostragem estimulada, os candidatos mais rejeitados pela população são Geraldo Marques (11,50%), Dr. Laércio (10,75%), Odilson Arruda (9,25%); Zé Arthur (8,25%) e João Ligeiro (6,25%). Entre os menos rejeitados aparecem os nomes de Jorginho Figueiredo (1%), Bosco Martins (1,25%), Nivaldo da Saúde (2,50%), Décio Bigaton (2,75%), Terezinha Braga (3%), e Loiva Schiavo (4,50%). Não souberam e não responderam 30,50% dos entrevistados. 




ELEIÇÃO 2020 - VEREADORES EM BONITO-MS

O Instituto quis saber da população de forma espontânea os nomes que deveriam ser candidatos a vereadores no pleito de 2020 em Bonito-MS.

Veja os mais citados:



AVALIAÇÃO DA CÂMARA MUNICIPAL

O Instituto Ranking ouviu ainda a população de Bonito sobre o desempenho da Câmara e o trabalho dos vereadores. Para 38,75%, a Câmara tem desempenho bom/ótimo; e 28,50% dos entrevistados consideram regular o trabalho do Legislativo. Outros 20,25% dos entrevistados avaliaram como ruim/péssimo e 12,50% afirmaram não saber ou não responderam.



Quase a metade dos entrevistados não soube citar o nome de seus vereadores preferidos. Os 11 vereadores tiveram a seguinte pontuação: Lucas Capacete – 11,50%; Jorginho Figueiredo – 9,25%; Pedrinho – 8,50%; João Ligeiro – 6,25%; Luisa Aparecida – 5%; Edvaldo Pereira – 4%; Geraldinho Marques – 3,75; Pantera – 3,50%, Maria Lucia Miranda – 2,50%, Nixon Vieira – 2,25%; e, Varguinha – 2%. 



AVALIAÇÃO DO PREFEITO

Para 24,50% dos entrevistados, a administração do prefeito Odilson Arruda Soares é ótima/boa. Já 26.25% a consideram regular, enquanto 35,75% avaliam como ruim/péssima. Não souberam ou não responderam 13,50%. No cômputo geral, 40,50% dos entrevistados aprovam e 59,50% reprovam a gestão de Odilson.



AVALIAÇÃO DO GOVERNADOR E DO PRESIDENTE

Em Bonito, o governador Reinaldo Azambuja tem maior aprovação do que o presidente Jair Bolsonaro. Cerca de 34,75% dos eleitores disseram que o consideram o governo de Jair Bolsonaro bom/ótimo. Outros 24,50% disseram ser regular, e 22,25% afirmaram que a administração de Jair Bolsonaro é ruim/péssima. Não souberam dizer ou não responderam 18,50% dos eleitores entrevistados na amostragem do Instituto Ranking. 



Com 41,50% do apoio dos eleitores de Bonito, a aprovação do governador Reinaldo deverá influenciar positivamente no processo eleitoral na cidade. Quase metade dos eleitores de Bonito consideram a administração do governador Reinaldo Azambuja ótima/boa. Outros 30% avaliam como regular, enquanto 17,25% consideram a gestão ruim/péssima. Não souberam ou não responderam 11,25% dos entrevistados. 



INSTITUTO RANKING PESQUISA

Contato: (67) 9 9968-0055 
E-mail: http://[email protected]


 

Fonte: Ranking/Diário MS News

Voltar ao Topo

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Envie sua notícia

(67) 99968-0055

© 2019 Diário MS News. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Livre reprodução, transmissão ou redistribuição dos conteúdos sem edição. Pede-se a citação do crédito.

Site desenvolvido por: