Voo de helicóptero marciano é adiado e ainda não tem nova data

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A Nasa pretendia realizar o primeiro voo do mini-helicóptero Ingenuity, em Marte, no último dia 11. Mas uma anomalia durante o teste de alta potência dos rotores -o último antes da decolagem- fez com que a agência espacial americana empurrasse até o último dia 14. E agora a identificação de que a solução envolveria a troca do software de bordo deixou a tentativa sem data.

Nada de muito surpreendente; praticamente tudo que envolve a missão do Ingenuity é novidade. Desenvolvida como um adendo de última hora à ida do rover Perseverance ao planeta vermelho, ela custou US$ 85 milhões -um troco, se comparado aos US$ 2,8 bilhões do veículo principal. Mas com a promessa de uma realização histórica: o primeiro voo aerodinâmico autossustentado em outro mundo.

A equipe de engenharia realizou uma análise de como contornar o problema e concluiu que seria preciso alterar e reinstalar o software no Ingenuity. Um processo que, por si mesmo, não é rápido, porque depende de conexões Terra-orbitadores, orbitadores-Perseverance e Perseverance-Ingenuity, até poder transmitir o pacote de dados a seu destino. E então instalá-lo e reinicializar o computador de bordo com ele, antes de poder proceder com uma nova tentativa.

De acordo com a agência, isso levará “vários sóis”, nome dado aos dias marcianos (ligeiramente maiores que os terrestres, com 24h39min), e uma nova tentativa não virá antes da semana que vem.

Fonte: Notícias ao Minuto

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também