Vereadores encaminham ofício ao prefeito com medidas para amenizar lotação no transporte coletivo

Os vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande debateram, nesta quarta-feira (31), uma série de medidas para amenizar a lotação nos ônibus do transporte coletivo urbano. A reunião contou com a presença do titular da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Janine Bruno, do presidente do Consórcio Guaicurus, João Rezende, e do diretor-executivo da Agereg (Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos), Otávio Gomes Figueiró. Um documento foi elaborado e será encaminhado ao prefeito Marquinhos Trad com as sugestões (confira no rodapé da matéria).

“Hoje, o escalonamento do horário do comércio é fundamental para que se possa diminuir o fluxo de usuários e ter um ônibus menos lotado. Queremos, também, a redução de 70% para 50% na lotação dos veículos, e melhorar a higienização dos terminais e ônibus com companhas educativas. Tudo isso poderá facilitar ou diminuir a lotação e, principalmente, eventual contágio”, afirmou o vereador Coronel Alírio Villasanti, presidente da Comissão Permanente de Transporte e Trânsito da Câmara Municipal.

A Câmara tem atuado e articulado, junto ao Executivo, propostas para diminuir a lotação nos ônibus, considerado um ponto de estrangulamento para o avanço da covid-19. Em Campo Grande, já são mais de 84 mil casos de covid-19 confirmados, com 1.833 óbitos.

“Algumas linhas são críticas e, em muitos casos, não há restrições nos ônibus. Queremos um meio termo para que a saúde da população não seja comprometida. Todos na sociedade devem colaborar. O transporte coletivo é a artéria do funcionamento da cidade. Temos que levar uma proposta para amenizar os efeitos da pandemia. Essa sobrecarga em algumas linhas reflete na saúde”, afirmou o vereador Prof. André Luis.

Na última semana, uma comissão de vereadores fiscalizou os terminais Morenão, Júlio de Castilho, General Osório, Guaicurus, Nova Bahia, Aero Rancho e Hércules Maymone nos horários de pico, com o objetivo de averiguar a lotação dos itinerários dos ônibus.

A Casa ainda encaminhou ofício à Agetran, com cópia ao Consórcio Guaicurus, cobrando o aumento da quantidade de ônibus circulando na Capital, principalmente nos horários de pico, por conta do aumento dos casos de coronavírus na cidade.

“Queremos, também, um subsídio para que possamos manter os ônibus circulando em maior quantidade, e garantir um maior distanciamento entre as pessoas. Algumas medidas são pioneiras, que poderemos implementar não apenas em tempos de pandemia. Entendemos que não basta apenas procurar a solução para apenas uma área. Ninguém lucra com tantas vidas perdidas por dia. Temos que pensar uma solução juntos”, considerou a vereadora Camila Jara.

Também participaram da reunião os vereadores Beto Avelar, Dr. Victor Rocha, Dr. Sandro Benites, Dr. Jamal, Betinho, Clodoílson Pires, João César Mattogrosso, Coringa, Dr. Loester e Zé da Farmácia.

Jeozadaque Garcia
Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também