SBT e Warner procuram Liga Forte Futebol para tentar negociar Brasileirão até 2029

Nos últimos dias, representantes do SBT e da Warner Bros Discovery conversaram com representantes da LFF e com a Livemode

ARACAJU, SE (FOLHAPRESS) – As negociações pelos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro a partir de 2025 avançam. Após a Libra (Liga do Futebol Brasileiro) avançar nas negociações com a Globo, a Liga Forte Futebol foi procurada por pelo menos duas empresas de comunicação.

Nos últimos dias, representantes do SBT e da Warner Bros Discovery conversaram com representantes da LFF e com a Livemode, empresa que assessora os clubes que fazem parte da LFF. A ideia é negociar os direitos de transmissão entre 2025 e 2029.

Além disso, pelo menos outras cinco empresas, seja de comunicação ou de outro segmento, questionaram a LFF sobre as condições de negociação ou interesse em valores.

A Globo tem conversas com a LFF, que chegou a fazer uma pedida financeira para a emissora carioca de R$ 1,4 bilhão. A empresa da Família Marinho entende que o pacote da Liga Forte Futebol tem custo menor que isso.

O SBT procurou a LFF visando os direitos de TV aberta. A emissora de Silvio Santos já havia procurado a Libra, mas não houve proposta financeira por conta da falta de interesse dos clubes em avançar nas conversas.

No caso da Warner Bros Discovery, a empresa pretende aumentar o seu portfólio de futebol nacional. Hoje, via TNT Sports, a empresa tem os direitos dos jogos do Athletico Paranaense em casa.

Até 2021, a Warner tinha contrato com oito clubes, inclusive grandes como Internacional e Palmeiras, mas abriu mão por conta do modelo de negócio da época, que não era interessante para gerar lucro para a empresa. SBT e Warner fizeram procuras distintas, mas que animaram os clubes.

Vale lembrar que os 25 clubes que compõem a Liga Forte Futebol e Grupo União fecharam no ano passado um acordo definitivo com o grupo de investidores liderados pela Life Capital Partners.

Os clubes receberão um total de R$ 2,6 bilhões ao longo dos próximos 18 meses pela venda de 20% dos direitos de transmissão das equipes no Campeonato Brasileiro dos próximos 50 anos – a contar a partir de 2025. Ou seja, tudo que a Liga Forte Futebol faturar com direitos, terão 20% repassados para o fundo.

Compõem o grupo clubes como Internacional, Cruzeiro, Fluminense, Vasco, Athletico-PR, Botafogo, Coritiba, Goiás, Fortaleza, América-MG Cuiabá, Sport, Ceará, Avaí, Chapecoense, Juventude, Atlético-GO, Criciúma, CRB, Vila Nova, Londrina, Tombense, Figueirense, CSA e Operário-PR.

Facebook
Twitter
WhatsApp

Leia Também