No Dia do Gari, Professor Rinaldo destaca importância da atividade para população

Lei 3754, de 6 de outubro de 2009, de autoria do deputado Professor Rinaldo Modesto (Podemos), instituiu em Mato Grosso do Sul o Dia do Trabalhador na Coleta de Resíduos e Limpeza Pública Urbana. Na sessão desta quinta-feira (16), o parlamentar fez uso da tribuna para homenagear os profissionais e ressaltar a importância da atividade para sociedade.

Divulgação ALEMS/Arte: Gustavo Del Pino

“Os coletores de resíduos, chamados de garis, realizam seu trabalho de forma árdua, e merecem todo reconhecimento diante do serviço essencial ligado à saúde e ao bem-estar da população. São profissionais de grande significância social e, infelizmente, tende a ser vista como um trabalho menor, sendo deixados em segundo plano na estrutura social”, disse.  

A denominação gari surgiu na década de 1940. A empresa “Irmãos Gary” foi a primeira empresa prestadora de serviços de coleta, transporte e destinação final do lixo. Em função da regularidade do trabalho, os coletores de lixo passaram a ser chamado de garis, até hoje em todo o Brasil. Segundo Professor Rinaldo, Mato Grosso do Sul possui 11 mil garis.

Em aparte, Caravina (PSDB) destacou que os profissionais são reconhecidos quando há falta dele. “E ao contrário também, quando uma cidade está limpa valoriza a gestão”. Junior Mochi (MDB) lembrou que Cada indivíduo gera em média 381 quilos por ano, o que representa mais de um quilo de lixo por dia. “Os garis possuem fundamental importância tanto para a saúde e bem estar da sociedade, como para as questões de saneamento básico de uma cidade”.

Por: Heloíse Gimenes    Foto: Wagner Guimarães

Fonte: Agência Alems

Facebook
Twitter
WhatsApp

Leia Também