Gostinho de Brasil: cervejarias nacionais apresentam o melhor do país a estrangeiros em rodadas de negócios

Empresas têm até 17 de setembro para se inscrever no Exporta Mais Brasil, que será realizado em outubro, no Rio de Janeiro

Uma das bebidas preferidas dos brasileiros, a cerveja ganha mais adeptos ano a ano. O mercado aquecido tem reflexo direto nas cervejarias que, somente em 2022, segundo o Anuário da Cerveja, produzido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), ganhou 180 novos estabelecimentos – o que representa um crescimento de 11,6% em comparação ao ano anterior. No total, existem 1.729 empresas do setor no país. Mas a bebida produzida em terras tupiniquins também tem potencial para chegar ao consumidor estrangeiro. De 9 a 11 de outubro, elas contarão com um trampolim para a comercialização dos seus produtos no exterior por meio do Exporta Mais Brasil – Rodada de Negócios de Cervejas Especiais 2023, que será promovido por Sebrae e ApexBrasil, no Rio de Janeiro.

As cervejarias têm até 17 de setembro para se inscrever no evento, onde estarão presentes compradores da América do Norte, América do Sul e Europa. No total, 30 empresas serão selecionadas.

Inscreva-se aqui.

Para participar é necessário possuir registro válido no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) e no Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), além de atuar no setor de Cervejas Especiais. Confira o regulamento completo.

“O consumidor internacional está cada vez mais interessado em experimentar sabores novos e diferentes, e as cervejas brasileiras têm tudo a oferecer para atender a essa demanda. Um exemplo de como as cervejas brasileiras podem aproveitar seus sabores diferenciados para conquistar clientes internacionais é a Catharina Sour, o primeiro estilo de cerveja brasileiro. Essa cerveja contém malte de trigo e frutas, o que confere à bebida um sabor único e exótico. Mas nosso cardápio vai muito além”, argumenta a analista de competitividade do Sebrae, Mayra Viana.

Com produtos de alta qualidade, as cervejarias brasileiras independentes têm tudo para se tornarem exportadoras. A rodada é uma oportunidade importante para elas mostrarem sua capacidade e conquistarem novos clientes internacionais.

A analista do Sebrae conta ainda que, além de apresentar seus produtos aos compradores internacionais, os empresários poderão conhecer um pouco mais sobre as demandas das cervejas especiais ao redor do mundo e criar um networking com outros profissionais do setor. As empresas ofertantes terão reuniões com os potenciais compradores durante o evento, que acontece dias antes da Mondial de la Bière – principal festival internacional de cervejas artesanais da América Latina, que acontece anualmente no Rio de Janeiro.

Exportações

O Anuário da Cerveja apontou que houve uma pequena redução da exportação brasileira de cerveja. No ano passado, foram faturados US$ 120 milhões – uma redução de 8,7% em relação a 2021, que havia sido a maior da base histórica disponível. Em relação à média dos últimos dez anos, a receita nominal com exportação em 2022 foi 27,2% maior. Em 2022, o Brasil exportou cerveja para 79 países diferentes: Paraguai, Bolívia, Argentina, Uruguai e Chile foram os maiores compradores.

Serviço:
Exporta Mais Brasil – Rodada de Negócios de Cervejas Especiais 2023
Data: 9 a 11 de outubro
Local: Centro de Referência do Artesanato Brasileiro (CRAB) – Praça Tiradentes, 69 – Centro – Rio de Janeiro – RJ

Facebook
Twitter
WhatsApp

Leia Também