Especial Dia da Mulher: Empreendedora de MS promove moda sustentável e empodera mulheres de várias partes do país

Com uma mala cheia de vestidos (seus e de suas irmãs!), a empreendedora Fernanda Ajala deu os primeiros passos rumo ao sonho de incentivar o consumo consciente e a moda sustentável, promovendo a autoestima e confiança de mulheres por meio do aluguel de vestidos de festa. Hoje, com loja própria na capital, a sul-mato-grossense inovou, criou uma forma de alugar vestidos pela internet, e tem empoderado mulheres de diversas partes do Brasil.

Um vestido pode ser muito mais do que uma simples peça de roupa para uma ocasião especial. A escolha do vestido certo pode fazer a mulher se sentir mais autoconfiante e segura de si, influenciando não apenas como os outros lhe vêem, mas também como ela se vê e se sente. Um vestido pode ser um meio de empoderamento feminino, ajudando as mulheres a se sentirem mais fortes, confiantes e bonitas.

“A gente entende que cada mulher é única. Com uma variedade de modelos, cores e tamanhos, buscamos entender a personalidade, o desejo, o estilo de cada cliente para que ela encontre o vestido ideal; para que ela se olhe no espelho e se sinta bem, confortável, bonita, confiante! Buscamos manter um atendimento acolhedor e inclusivo para todas as idades, gostos, corpos e estilos”, destaca Fernanda.

E foi pensando em também promover a autoestima e confiança de mulheres de outros estados, que a empreendedora teve a ideia de começar a alugar vestidos a distância, pela internet. O desafio era grande, mas não impossível.

“Sempre pensei em aumentar o acesso das pessoas por vestidos especiais no formato de aluguel. Para isso, precisaria expandir fisicamente ou online. Estamos na era digital, com a pandemia esse olhar nos permitiu entender que era possível. Iniciamos os testes enviando para nosso estado (MS), e validando os processos da locação a distância, e agora expandimos nossos serviços para todo país. Temos parceria com os Correios em logística reversa para o retorno da peça. Cada dia a locação a distância tem sido mais comum e prática”, conta.

Uma das clientes que alugou a distância foi a empresária Giovana Gazoni, que mora em Orlândia, no estado de São Paulo. Ela conta que estava em busca de um vestido na cor ´verde oliva´, para usar no casamento da irmã, em que seria madrinha.

“Procurei algumas inspirações no Instagram e quando vi a publicação da loja era exatamente o vestido que eu estava imaginando e decidi que tinha que ser ele! Por ser uma cidade longe da minha, fiquei com muito receio que não fosse possível, fiquei preocupada se o vestido chegaria a tempo, se o tamanho daria certo, mas o atendimento foi impecável, enviaram antes do previsto e o vestido parecia ter sido ajustado no meu corpo! Superaram todas as expectativas”, descreve Giovana.

De uma malinha cheia de vestidos à loja própria

Emprestar roupas de festa é costume comum entre as mulheres. Para Fernanda essa prática tornou-se uma ideia de negócio. Na juventude, acostumada a emprestar seus vestidos de festa para as amigas, um certo dia, desempregada, teve a ideia de reunir seus vestidos com os de suas três irmãs. Organizou as peças e começou a anunciá-las no Facebook. Na primeira semana já veio o primeiro aluguel. Logo, novas clientes começaram a fazer contato, Fernanda fazia uma triagem por telefone para identificar o perfil da cliente, separava os modelos mais adequados, colocava tudo na malinha e seguia para o atendimento.

Com o tempo, Fernanda foi investindo em novos modelos, ampliando seu estoque. Hoje, com sede própria, a Alugue Seu Dress (ASD) já contabiliza mais de mil opções de vestidos, para casamentos, formaturas, entre outras festas.

“Muitas vezes compramos um vestido, investimos um valor alto e acabamos usando essa peça uma ou duas vezes. E, além disso, às vezes não temos onde guardá-la. Na ASD estamos oportunizando às mulheres o acesso a um armário rotativo (com diversas opções) que não precisa estar em suas casas. A filosofia é simples: ´Compre menos, vista mais!´. Ao alugar um vestido temos liberdade para escolher e contribuímos com um mundo mais sustentável, priorizando o consumo consciente”, finaliza.

Assessoria de Imprensa

Facebook
Twitter
WhatsApp

Leia Também