Deputado comemora aprovação de projeto que coíbe discriminação salarial

Wagner Guimarães

O deputado Marçal Filho (PSDB) comemorou a aprovação do Projeto de Lei PLC 130/2011, de sua autoria, no Senado. “Declaro aqui minha satisfação e alegria, pois ontem [30] foi apreciado e aprovado no Senado um projeto da minha autoria, que foi apresentado em 2009 na Câmara Federal. A matéria é uma luta histórica das mulheres de todo o Brasil, em 2011, foi para Senado”, explicou o parlamentar.

O projeto prevê multa para a discriminação salarial entre os gêneros. “Infelizmente as chegam a ganhar 25% a menos exercendo a mesma função. Agradeço a senadora Simone Tebet (MDB), responsável por ter colocado a matéria em pauta novamente. Em 2009, eu já tinha a noção da desigualdade. Alguns senadores na época entraram com recurso, pois muita gente era contrária à minha proposta, o que motivou o processo ficar em suspenso até hoje. Agora só depende da sanção do Governo”, detalhou Marçal Filho

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS), deputado Paulo Corrêa (PSDB) elogiou o parlamentar. “Orgulho em ver um projeto vosso ser aprovado pelo Senado, e ainda pautado pela nossa senadora Simone Tebet”, declarou.

Projeto 

O projeto de lei prevê multa para empresas que pagarem salários diferentes para homens e mulheres que exerçam a mesma função. A multa deverá ser inserida na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). A empresa punida deverá compensar a funcionária alvo da discriminação com o pagamento de valor correspondente a até cinco vezes a diferença verificada. Essa indenização deverá ser multiplicada pelo período de contratação, até um limite de cinco anos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também