Cartilha POP idealizada por Coronel David será um dos destaques da live desta terça-feira contra a violência doméstica

Procedimento padrão criado pelo ex-comandante-geral da PM em 2011 inspirou e segue como modelo de atendimento para instituições da segurança de Mato Grosso do Sul
Assembleia Legislativa

A Cartilha POP idealizada pelo ex-comandante-geral da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul e atual presidente da Comissão de Segurança Pública e Defesa Social da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Coronel David (sem partido), será um dos destaques da live desta terça-feira (7) contra a violência doméstica e o feminicídio. O evento com transmissão ao vivo pelo Facebook do parlamentar e plataformas digitais do Jornal o Estado MS, realizado em parceria com a Subsecretária de Políticas Públicas Luciana Azambuja, reunirá representantes dos órgãos de segurança pública do Estado para demonstrar a atuação de cada uma deles na proteção das mulheres. 

Para o Coronel David é fundamental que as instituições não só divulguem suas ações, mas estejam preparadas para o atendimento de ocorrências dessa natureza e comprometidas com os mecanismos que evitam a violência doméstica e, consequentemente, o feminicídio. “Precisamos ter um exército de pessoas que nos ajudem para que esses atos de violência contra a mulher não ocorram e nunca cheguem até o final, ao feminicídio. Temos de estar engajados nessa luta”, diz. 

O início – As ações do parlamentar na defesa dos direitos das mulheres começaram muito antes de ele assumir uma das cadeiras na Casa de Leis. David atuou por quase 30 anos na segurança pública de Mato Grosso Sul.  Ele alcançou a mais alta patente da PM, a de Coronel, e exerceu, durante cinco anos, o mais alto cargo da instituição, o de comandante-geral.

Neste período, ele criou a “Cartilha POP” (Procedimento Operacional Padrão), um método padronizado de atendimento para os militares utilizarem durante as ocorrências de violência doméstica. A ideia surgiu após o então comandante receber uma reclamação por telefone de vítima de agressão que não foi bem tratada pelo policial responsável. “Naquele momento percebi que tínhamos que melhorar essa prestação de serviço para a mulher que estava muito vulnerável e precisava de um atendimento qualificado”, lembra o Coronel David.

O ex-comandante-geral, com auxílio da tenente-coronel Sandra Alt, criou a “Cartilha Pop”, um plano operacional padrão para que todos os integrantes da Polícia Militar tivessem a exata noção de como deveriam agir em casos de violência doméstica. “Os policiais foram preparados para não julgar a mulher, mas amparar. As vítimas passaram a ver na figura do policial, um representante do Estado que está comprometido com a segurança e proteção dela”. 

Estes procedimentos foram tão bem aceitos que não ficaram restritos aos policiais militares, mas serviram de inspiração para instituições de outros estados. 

A cartilha também foi adaptada pela Subsecretaria de Políticas Públicas para as Mulheres, sob a responsabilidade da subsecretária Luciana Azambuja, e hoje é utilizada em todos os órgãos da segurança pública do Mato Grosso do Sul. 

Os representantes destes órgãos foram convidados pelo Coronel David e pela subsecretária Luciana Azambuja a participar da live desta terça-feira e já confirmaram presença.  São eles: o titular da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), Antônio Carlos Videira, o comandante-geral da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, Marcos Paulo Gimenez, comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Hugo Djan Leite, diretor do Instituto de Criminalística, Emerson Lopes dos Reis, diretor-geral do Ciops (Centro Integrado de Operações de Segurança), Marcos Takeshita, delegada-geral adjunta da Polícia Civil, Rozeman Geise Rodrigues de Paula e a deputada estadual Mara Caseiro, presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher e Combate à Violência Doméstica e Familiar.

A live será realizada às 14h com transmissão ao vivo pela página do Facebook do deputado. “Precisamos levar informações para o maior número de pessoas porque grande parte da sociedade, infelizmente, não tem consciência da gravidade desse problema. A violência doméstica não é só um problema da polícia, não é só da mulher que é vítima de agressão. É de todos”, finalizou o Coronel David. 

Evento – A live “Procedimento Operacional Padrão das Instituições de Segurança Pública em Mato Grosso do Sul para casos de Feminicídio” será realizada no dia 8 de junho de 2021, às 14 horas, no Plenário “Deputado Júlio Maia” do Palácio Guaicurus, Campo Grande – MS, com transmissão ao vivo da rádio e TV Assembleia, através da plataforma Zoom.



Coordenadoria de Comunicação do Deputado Coronel David

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também