Variante P1, que atinge população mais jovem, já predomina no MS

De 38 amostras analisadas entre os diaS 6 e 9 de abril, 82% são da variante do coronavírus denominada P1. As informações são de um estudo genômico realizado por um grupo de pesquisadores da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, e apresentados a Secretaria de Estado de Saúde.

A variante, que tem maior transmissibilidade, atinge a população mais jovem, apresenta uma evolução mais rápida da doença e maior gravidade. Além disso, ela tem a capacidade de diminuir a efetividade das vacinas, sendo a maior responsável pelo número elevado de casos e levando a uma necessidade maior de leitos de UTI

Na live desta sexta-feira, para divulgação do boletim epidemiológico, a secretária adjunta de saúde, Dra. Cristine Maymone fez um alerta para a necessidade de se manter os cuidados para evitar o contágio pelo vírus e suas variantes.

E os números de hoje do boletim são: 1.062 casos novos, totalizando 235.010 casos confirmados desde o início da pandemia. Dos casos ativos, 11.868 estão hoje em isolamento domiciliar, e outros 1.169 precisaram de internação.

Também foram notificados mais 44 novos óbitos. 5.099 no total.

Katiuscia Fernandes – Subcom

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também