Trabalhadores da educação e portador de comorbidades serão vacinados nesta quinta e sexta

Nesta quinta e sexta-feira, dias 6 e 7 de maio continua a vacinação contra a Covid-19 em Coxim, que será destinada a trabalhadores da educação e a pessoas com comorbidades e doenças cardiovasculares. Serão também imunizados acamados ou com dificuldades de locomoção.

Conforme cronograma da Vigilância Sanitária, o município recebeu somente 60 doses da Coronavac nesta quarta-feira (5) que serão destinadas a segunda dose das pessoas acamadas ou com dificuldades de locomoção com idade a partir de 65 anos. Este público alvo será vacinado em casa pela equipe de saúde.

As demais vacinas recebidas da Oxford serão destinadas a trabalhadores da educação básica e superior com idade entre 55 a 59 anos e a portadores de comorbidades também de 55 a 59 anos. Esses dois grupos receberão a vacina nesta quinta e sexta-feira, dias 6 e 7 de maio.

Trabalhadores da educação devem procurar a UBS Senhor Divino no horário das 08:00h as 11 :00h e das 13:00h as 16:00h, e no ato da vacina apresentar documento que confirme vínculo empregatício como holerite, carteira de trabalho ou comprovante e se possível levar 1kg de alimento para doar as pessoas que mais necessitam.

Portadores de comorbidades devem se dirigir a Policlínica e as UBS Totó Araújo e Argemiro Barbosa das 08:00h as 11 :00h e das 13:00h as 16:00h, e deverão apresentar comprovante que demonstre pertencer a um destes grupos de comorbidades (exames, receitas, relatório médico, prescrição médica etc.).

Paralelamente a vacinação contra a Covid-19 acontece até o dia 10 de maio, a vacinação contra Influenza nas UBS Argemiro Barbosa, Ilda Cometki (Pequi) e Santa Maria, para crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes e puérperas de até 45 dias.

Confira detalhadamente a descrição das comorbidades incluídas como prioritárias para a vacinação contra a covid-19

GRUPO DE COMORBIDADESDESCRIÇÃO
Diabetes mellitusQUALQUER indivÍDUO COM diabetes.
 Pneumopatias crônicas gravesIndivÍDUOS com PNEUMOPATIAS graves INCLUINDO doença  PULMONAR  OBSTRU- tiva crônica (DPOC), fibrose cística, fibroses PULMONARes, PNEUMOConio- ses, displasia broncOPULMONAR e asma grave (USO recorrente de corticoi- des sistêmicos, internação prévia por crise asmática).
 Hipertensão Arterial Resistente (HAR)HAR: QUANDO a pressão arterial (PA) permanece acima das metas reco- mendadas com o USO de três OU mais anti-hipertensivos de diferentes classes, em doses máximas preconizadas e toleradas, administradas com frEQUÊNCIA, dosagem apropriada e comprovada adesão OU  PA controlada  em USO de QUATRo OU mais fármacos anti-hipertensivos.
Hipertensão arterial estágio 3PA sistólica ≥ 180mmHg e/OU diastólica ≥ 110mmHg, independentemente da presença de lesão em órgão-alvo (LOA) OU COMORBIDADE
Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade PA sistólica entre 140 e 179mmHg e/OU diastólica entre 90 e 109mmHg na presença de lesão em órgão-alvo (LOA) e/OU COMORBIDADE
DOENÇAS CARDIOVASCULARES
Insuficiência Cardíaca (IC)IC com fração de ejeção rEDUZIDA, intermediária OU preservada; em está- gios B, C OU D, independentemente de classe FUNCIONAL da New York Heart Association.
Cor pulmonale e Hipertensão pulmonar Cor PULMONALE crônico, hipertensão PULMONAR primária OU SECUNDÁRIA.
Cardiopatia hipertensivaCardiopatia hipertensiva (hipertrofia vENTRICULAR ESQUERda OU dilatação, sobrecarga atrial e vENTRICULAR, DISFUNÇÃO diastólica e/OU sistólica, lesões em OUTRos órgãos-alvo).
Síndromes coronarianasSíndromes coronarianas crônicas (Angina Pectoris estável, cardiopatia is-QUÊMICA, pós-Infarto AGUDO do Miocárdio, OUTRas).
 ValvopatiasLesões valvares com reperCUSSÃO hemodinâmica OU sintomática OU COM comprometimento miocárdico (estenose OU INSUFiciência aórtica; esteno- se OU INSUFiciência mitral; estenose OU INSUFiciência PULMONAR; estenose OU INSUFiciência TRICÚSPIDE, e OUTRas).
Miocardiopatias e PericardiopatiasMiocardiopatias de QUAISQUER etiologias OU fenótipos; pericardite crônica; cardiopatia rEUMÁTICA.
GRUPO DE COMORBIDADESDESCRIÇÃO
Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas ANEURISMAS, dissecções, hematomas da aorta e demais grandes vasos.
Arritmias cardíacasArritmias cardíacas com importância clínica e/OU CARdiopatia associada (fibrilação e fLUTter atriais; e OUTRas).
Cardiopatias congênitas no adultoCardiopatias congênitas com reperCUSSÃO hemodinâmica, crises hipoxê- micas; INSUFiciência cardíaca; arritmias; comprometimento miocárdico.
Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantadosPortadores de próteses valvares biológicas OU mecânicas; e dispositivos cardíacos implantados (marca-passos, cardio desfibriladores, ressincroni- zadores, assistência cirCULATÓRIA de média e longa permanência).
Doença cerebrovascularAcidente vASCULAR cerebral ISQUÊMICo OU hemorrágico; ATAQUE ISQUÊMICo transitório; demência vASCULAR.
OUTRAS COMORBIDADES
Doença renal crônica     Doença renal crônica estágio 3 OU mais (taxa de filtração GLOMERULAR < 60ml/ min/1,73m2) e síndrome nefrótica.
   ImunossuprimidosIndivÍDUOS transplantados de órgão sólido OU de MEDULA óssea; pessoas vivendo com HIV, independentemente da contagem de linfócitos T CD4+ e QUE não foram vacinadas previamente contra a covid-19; doenças rEU- máticas IMUNOMEDIADAS sistêmicas em atividade e em USO de dose de prednisona OU EQUIValente > 10mg/dia OU recebendo PULSOTerapia com corticoide e/OU CICLOFOSFAMIDA; demais indivÍDUOS em USO de IMUNOSSU- pressores OU COM IMUNODEFiciências primárias; pacientes  oncológicos QUE realizaram tratamento QUIMIOTerápico OU radioterápico nos ÚLTIMOS 6 meses; neoplasias hematológicas.
Anemia falciformeAnemia falciforme.
Obesidade mórbidaÍndice de Massa Corpórea (IMC) ≥ 40.
Síndrome de DownTrissomia do cromossomo 21.
Cirrose hepáticaCirrose hepática Child-Pugh A, B OU C.

Fonte: AssCom/Augusto Marques

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também