Programa da Cidade Dom Bosco oferece vivência no mercado de trabalho a adolescentes corumbaenses

Empresas podem ser parceiras, oferecendo oportunidades aos jovens, que, antes, passam por capacitações

Enquanto pesquisa aponta que 5,2 milhões de jovens entre 14 e 24 anos não têm emprego no Brasil, a Cidade Dom Bosco tem, por meio do programa Adolescente Aprendiz, oferecido capacitação e, com a ajuda de empresas parceiras, oportunidade para que os adolescentes coloquem em prática, no mercado de trabalho, o que têm aprendido na sala de aula.

Dados divulgados pela Subsecretaria de Estatísticas e Estudos do Trabalho, do Ministério do Trabalho e Emprego, no ano passado, apontou que, dos 207 milhões de habitantes do Brasil, 17% são jovens de 14 a 24 anos, e desses, 5,2 milhões estão desempregados, o que corresponde a 55% das pessoas nessa situação no país, que, no total, chegam a 9,4 milhões.

O objetivo do programa Adolescente Aprendiz é garantir a preparação e o encaminhamento do adolescente para as empresas na condição de aprendiz. Assim, o adolescente é inserido no mercado de trabalho e tem o desenvolvimento de valores éticos e a prática da cidadania estimulados.

Nas empresas, o adolescente aprendiz pode executar serviços de apoio nas áreas de recursos humanos, administração, finanças e logística; atender fornecedores e clientes; tratar de documentos variados, além de executar serviços gerais e escritos.

Participam do programa apenas adolescentes que estão frequentando regularmente matriculados em uma escola. Na Cidade Dom Bosco, eles passam pelo curso de Assistente Administrativo.

“O jovem aprendiz hoje tem uma oportunidade muito boa, onde são apresentados o regime e o conhecimento das rotinas de trabalho. Vivenciar hoje esse aprendizado gera oportunidades de o aprendiz desenvolver suas habilidades e se mostrar interessado em alguma área específica. Para a empresa, a importância de manter o jovem aprendiz se torna real para que futuramente tenhamos excelentes profissionais ajudando também a manter a sociedade em total desenvolvimento e assim talvez diminuir o desemprego”, afirma Thamilis Nunes Torres, do setor de Recursos Humanos empresa Mercosul, parceira do programa Adolescente Aprendiz.

A contratação de jovens aprendizes, além de regulada por lei, é uma forma eficaz de integrar jovens dentro do mercado de trabalho.

Outra empresa parceira do programa é a Dinâmico Express. “Temos trabalhado em conjunto com o programa Adolescente Aprendiz, dando oportunidade aos jovens no crescimento profissional, preparando-os para a vida no mercado de trabalho e, acima de tudo, promovendo a estes jovens um futuro melhor”, destaca Cristina Freitas, da empresa Dinâmico, que atualmente conta com dois jovens do programa no quadro de colaboradores.

Empresários que queiram se tornar parceiros do Adolescente Aprendiz podem entrar em contato com a Cidade Dom Bosco pelo telefone (67) 98444-7128 ou pelo e-mail [email protected].

Facebook
Twitter
WhatsApp

Leia Também