Parosmia: o que é a disfunção causada pela Covid-19

Comida com cheiro de lixo, café com odor bem diferente do normal e produtos de limpeza sem aroma refrescante? Esses sintomas são comuns de quem sofreu com a covid-19, está se recuperando da doença, mas ainda sofre com os resquícios do vírus. O que poucos sabem que o nome científico desta disfunção se chama Parosmia.   

A Parosmia acontece pela chegada do vírus nas células e se dá pela ligação da proteína S (de spike, espícula) a receptores da enzima conversora da angiotensina 2 (ACE2), que ficam na sua superfície. Os neurônios olfativos não têm esses receptores, o que não é o caso das células de sustentação, que têm muitos. Segundo especialistas, essas células mantêm um delicado equilíbrio iônico no muco de que os neurônios dependem para realizarem o envio ao nosso cérebro. Se houver um rompimento no equilíbrio, a sinalização neuronal pode ser interrompida, e em consequência o olfato.  

“As distorções olfativas são sintomas que surgem após a infecção pelo coronavírus, que ataca diversas partes do nosso corpo, como o cérebro e as células do nariz. Dessa forma, sentidos básicos como o olfato são alterados sensivelmente, provocando a parosmia. As terminações nervosas nasais enviam sinais distorcidos ao cérebro, que passa a decodificar como odores, cheiros ruins”, comenta Alexandre Cury, coordenador do curso de Medicina da Uniderp. 

Vale lembrar que a parosmia decorrente da covid-19 tende a ser transitória, porém o tempo da recuperação total do olfato pode levar até seis meses. Entretanto, esse processo pode ser acelerado com a procura de profissionais como médicos otorrinolaringologistas, que auxiliam o paciente a se tratar com brevidade. Esses tratamentos podem ser realizados por meio de sessões de treinamento olfatório, com a recuperação dos sentidos básicos.   

UNIDERP 

Fundada em 1974, a Uniderp já transformou a vida de milhares de alunos, oferecendo educação de qualidade e conteúdo compatível com o mercado de trabalho em seus cursos de graduação, pós-graduação lato sensu, mestrado, doutorado e extensão, presenciais ou a distância. 

Presente no estado do Mato Grosso do Sul, a Uniderp presta inúmeros serviços gratuitos à população por meio do Núcleo de Práticas Jurídicas e das Clínicas-Escola na área de Saúde, locais em que os acadêmicos desenvolvem os estudos práticos. Focada na excelência da integração entre ensino, pesquisa e extensão, a Uniderp oferece formação de qualidade e tem em seu DNA a preocupação de compartilhar o conhecimento com a sociedade também por meio de projetos e ações sociais. 

Em 2014, a Uniderp passou a integrar a Kroton. Para mais informações, acesse: http://www.uniderp.br/ e https://blog.uniderp.com.br/category/noticias/ 

Sobre a Kroton   

A Kroton nasceu com a missão de transformar a vida das pessoas por meio da educação, compartilhando o conhecimento que forma cidadãos e gera oportunidades no mercado de trabalho. Parte da holding Cogna Educação, uma companhia brasileira de capital aberto dentre as principais organizações educacionais do mundo, a Kroton leva educação de qualidade a mais de 920,6 mil estudantes do ensino superior em todo o País. Presente em 1.221 municípios, a instituição conta com 131 unidades próprias, sob as marcas Anhanguera, Fama, Pitágoras, Unic, Uniderp, Unime e Unopar e é, há mais de 20 anos, pioneira no ensino à distância no Brasil. A Kroton possui a maior operação de polos de EAD no país, com 1,5 mil unidades parceiras, e oferece no ambiente digital 100% dos cursos existentes na modalidade presencial. Com a transmissão de mais de 1.000 horas de aulas a cada mês em ambientes virtuais, a Kroton trabalha para oferecer sempre a melhor experiência aos alunos, apoiando sua jornada de formação profissional para que possam alcançar seus objetivos e sonhos. Para mais informações acesse: www.kroton.com.br   

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também