Para garantir melhorias e ampliar frentes de trabalho, presídio feminino de Corumbá busca parcerias com instituições locais

A Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), por meio da direção do Estabelecimento Penal Feminino “Carlos Alberto Jonas Giordano” (EPFCAJG), em Corumbá, se reuniu com representantes de órgãos públicos, na última semana. O foco foi apresentar as demandas existentes na unidade penal e ampliar a frente de ocupação produtiva para as reeducandas.

Dentre os envolvidos está a Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos de Corumbá e a Fundação do Meio Ambiente do Pantanal.

Superintendente de Obras Públicas e Serviços Públicos, Joelson Pereira Dib.

O encontro com o superintendente de Obras Públicas e Serviços Públicos, Joelson Pereira Dib, destacou pontos referentes à limpeza externa da unidade penal, bem como um cronograma para a coleta de rejeitos, visando diminuir o tempo de espera para a retirada pelos coletores, e assim diminuindo o risco de surgimento de locais propícios para o mosquito da dengue. Além disso, foi abordada a questão da iluminação externa, onde ficou acordado o apoio nos reparos e instalação de luzes mais eficientes para coibir qualquer tentativa de atividade ilícita em torno da unidade.

A direção do EPFCAJG também se reuniu com a diretora-presidente da Fundação do Meio Ambiente do Pantanal, Ana Cláudia Moreira Boabaid, para propor parceria para a instalação de um viveiro de mudas dentro do presídio, visando atender o município de Corumbá na arborização urbana, além de favorecer as reeducandas com o oferecimento de ocupação produtiva.

Diretora-presidente da Fundação do Meio Ambiente do Pantanal, Ana Cláudia Moreira Boabaid.

A coleta seletiva de produtos recicláveis, como o papelão, o qual é gerado em grande volume, e demais resíduos recicláveis produzidos no local, também foi discutido durante a reunião.

Conforme a diretora da unidade penal, Elizandra Assis da Silva, as reuniões permitiram expor as necessidades existentes, bem como discutir meios para solucionar os problemas. “Agradeço a recepção e disposição em ajudar de todos os envolvidos, parcerias como essas são fundamentais para fortalecer o trabalho dos órgãos públicos e garantir serviço de qualidade à população”, destaca.

O biólogo da Fundação do Meio ambiente do Pantanal, Wellinton de Sá Arruda, visitou pessoalmente a unidade penal (foto principal), nessa segunda-feira (29.), para verificar as medidas da área e os materiais necessários para a implantação do viveiro de mudas de árvores.

A ideia também é realizar a compostagem com os resíduos que sobram da cozinha e fazer o cultivo de flores para atender a cidade, na arborização e paisagismo de canteiros públicos.

Local onde será realizado o projeto de plantio de mudas de árvores e flores.

De acordo com a chefe da Divisão de Trabalho Prisional da Agepen, Elaine Cristina de Souza Alencar Cecci, a agência penitenciária possui parceria com as prefeituras de Corumbá e Ladário, por meio de convênio firmado há cerca de oito anos, com 105 internos em cumprimento de pena nos regimes semiaberto, aberto e livramento condicional que realizam ocupação produtiva em áreas como limpeza urbana e prestação de serviços.

Tatyane Santinoni, Agepen

Fotos: Agente Alexandre Borges (EPFCAJG).

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também