“Novena de Lives” mostra tradição do Banho de São João e ajuda a diminuir saudade da festa em Corumbá

Promovida pela Prefeitura, por meio da Fundação da Cultura e do Patrimônio Histórico, a “Novena de Lives” tem mostrado para o mundo toda a beleza, tradição e singularidade do Banho de São João de Corumbá, recentemente declarado pelo IPHAN como Patrimônio Imaterial do Brasil. Transmitida no canal da Fundação da Cultura no Youtube (https://www.youtube.com/channel/UCEv9abfOEPkGpBxf4IyJmwg), a atividade começou no dia 15 de junho e prossegue ao longo desta semana, sempre às 19 horas.

Nesta segunda-feira, 21, o tema será culinária. O professor e historiador Carlos Espíndola apresenta o preparo de uma legítima paçoca com carne seca, devidamente socada no pilão, como manda o costume local. Já a cozinheira Cida Oliveira vai mostrar, com detalhes, a receita do bolo de arroz, outro prato típico das festas juninas.

Na terça-feira, dia 22, o tema da “Novena de Lives” será São João, Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil. O evento vai contar com a participação do professor doutor Álvaro Banducci (UFMS) e do mestre José Gilberto Rozisca, servidor da FCPHC. Um representante do IPHAN também vai colaborar com a discussão.

Já no dia 23 de junho, um vídeo com a história e os relatos de festeiros abre a programação, que excepcionalmente começa às 18 horas. Logo em seguida, começa o Circuito Musical Junino de Corumbá, com a apresentação de diversas bandas locais. Todos foram selecionados por meio de edital publicado pela Prefeitura.

“Em virtude do agravamento da situação pandêmica no mundo, inclusive no Brasil e em Corumbá, não pudemos promover nada que propague aglomeração. Para não deixar passar em branco o ano do registro do Banho de São João como Patrimônio Imaterial do Brasil, foi feito uma programação totalmente virtual, exaltando a questão da fé, exaltando o banho, exaltando”, afirmou o diretor-presidente da FCPHC, Joílson Cruz.

“Foi feita toda uma programação para nos aproximarmos da população, ainda que distantes. A novena, geralmente, ela acontece durante sete a nove dias. Ou seja, nós fizemos uma apologia à novena religiosa do terço. Há uma sequência de atividades visuais onde a pessoa vai conhecer mais o banho de São João, o rito de todo dia a dia”, complementou.

E para amenizar ainda mais saudade do Arraial do Banho de São João, a Prefeitura enfeitou a rua Frei Mariano, no Centro, inclusive com uma imagem do Santo em destaque. “A decoração é totalmente voltada para exaltação da fé, a lembrança do São João. Na rua principal do comércio, ao se deparar com a frase “Banho de São João, Patrimônio do Brasil”, lembramos que isso está impregnado na cultura corumbaense, não somente no mês de junho, mas o ano todo”, completou Joílson.

Fotos: Clóvis Neto
Fotos: Clóvis Neto
Fotos: Clóvis Neto
Fotos: Clóvis Neto
Fotos: Clóvis Neto
Fotos: Clóvis Neto
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também