Matemático que previu ondas de Covid-19 em Campo Grande fala à TV ALEMS

Muitas áreas diretamente ligadas ao enfrentamento ao coronavírus receberam extrema atenção da sociedade nos últimos meses – em especial, a da saúde. Mas muitos outros campos da ciência podem, mesmo que indiretamente, dar sua contribuição. Um projeto conduzido por pesquisadores da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) calculou e projetou as ondas de contaminação por Covid-19 em Campo Grande, ajudando o poder público a criar estratégias de combate – e esse é o assunto da nova edição do MS em Pesquisa, da TV ALEMS.

Erlandson Saraiva, professor e pesquisador da instituição, faz parte desse grupo e foi o entrevistado da edição. Segundo ele, após pedido de gestores da Capital, pesquisadores da UFMS adaptaram modelos matemáticos utilizados em outras crises sanitárias para prever o comportamento da doença por aqui. Os dados utilizados são os mesmos divulgados pelos boletins de novos contaminados e óbitos. Além dele, o também professor e pesquisador da UFMS Leandro Nauer é um dos componentes do projeto.

Com isso, o grupo conseguiu prever o primeiro pico da doença em agosto de 2020, e tem conseguido antecipar os atuais números da doença. Segundo Erlandson, o modelo precisa ser readaptado conforme o comportamento da pandemia muda, para que possa ser o mais fidedigno possível. 

Professor e pesquisador Leandro Nauer também falou sobre o assunto

O modelo matemático permite a visualização gráfica dos casos de coronavírus, formando uma espécie de curva no formato de uma letra “s” esticada horizontalmente. Descobrir qual é o ponto de inflexão (também conhecido como platô ou pico da curva) é um dos grandes objetivos e desejos do grupo.

Inclusive, explicou o professor, esse é o momento de os efeitos das restrições de circulação mais recentes mostrarem resultado, caso contrário, não há boas perspectivas para Mato Grosso do Sul. Independente dos resultados, semanalmente, os dados são processados e enviados ao poder público, auxiliando na adoção de estratégias.

O MS em Pesquisa é exibido no canal 9 da Claro Net, em Campo Grande, às 16h30 nas terças e quintas-feiras, às 15h aos sábados e às 16h, aos domingos. Assista este programa na íntegra aqui. Também é possível conferir o programa e outros já exibidos pelo canal do YouTube da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também