Hospitais lotados e 251 na fila por leitos faz MS mandar pacientes graves com Covid-19 para SP

Paciente de MS que foi transferido para Rondônia neste sábado (5), em avião do Corpo de Bombeiros — Foto: Reprodução/TV Morena

Mato Grosso do Sul deve encaminhar na tarde deste domingo (6), três pacientes em estado grave, com Covid-19, para hospitais de São Paulo. A remoção ocorre porque com o agravamento da pandemia os hospitais do estado estão lotados e a fila por leitos clínicos ou de terapia intensiva (UTIs) nestas instituições chega a 251 pessoas.

As transferências de sul-mato-grossenses para outros estados começaram na quarta-feira (2). Uma paciente de Bonito foi encaminhada para Porto Velho, em Rondônia. O estado havia oferecido como ajuda humanitária 10 leitos de UTI ao governo de Mato Grosso do Sul.

Na sexta-feira (4), mais 7 pacientes de Dourados seguiram para Rondônia e no sábado (5), mais um caso grave, desta vez do município de Itaquirai, foi enviado para o estado, totalizando nove transferências.

A nova leva de transferências, desta vez para São Paulo, ocorre após uma reunião da equipe do governo do estado com representantes de várias instituições e dos ministérios da Saúde e da Defesa.

A princípio serão transferidos três pacientes que estão internados em unidades de saúde de Campo Grande e que as famílias já deram autorização para a transferência. Será feito o translado em ambulâncias até a base aérea da capital.https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

A Central Estadual de Regulação está levantando junto aos municípios da microrregião de Campo Grande outros pacientes elegíveis para a transferência ainda neste domingo.

O avião da Força Aérea Brasileira (FAB) tem previsão para decolar às 16h de Campo Grande deste domingo com destino o aeroporto de Congonhas, em São Paulo (SP). Os pacientes serão encaminhados para o Hospital Geral Vila Penteado e o Hospital Estadual Metropolitano Santa Cecília.

O secretário estadual de Saúde de Mato Grosso do Sul, Geraldo Resende, agradeceu o gesto humanitário do Governo de São Paulo. ”Seremos eternamente gratos com São Paulo, assim como Rondônia por essa ajuda tão importante neste momento crítico que Mato Grosso do Sul está enfrentando”, destacou.

Quadro estadual

Mato Grosso do Sul confirmou 1.316 casos novos de Covid-19. O estado chegou neste domingo (6) a 301.559 infectados com o novo coronavírus em toda a pandemia. Desse total, 10.834 registros são somente do mês de junho.

Com os casos novos a média móvel se mantém alta, 1.779, uma das 10 maiores de toda a pandemia. A taxa de contágio segue em 1,14, mesmo nível que atingiu na sexta-feira (4).

Mais 50 mortes provocadas pela doença foram confirmadas pela secretaria estadual de Saúde (SES). O total de óbitos atingiu 7.122, sendo 183 apenas deste início de junho.

A média móvel permanece em 47,3 vidas perdidas por dia, nos últimos 7 dias – mesmo patamar de sábado (5) e a taxa de letalidade atingiu 2,4%.

Mato Grosso do Sul, segundo a SES, tem 22.930 casos ativos de Covid-19. Desse total, 21.643 pessoas, com sintomas leves ou assintomáticos, cumprem isolamento domiciliar.

Outras 1.287, com quadro mais severo da doença estão internadas. Em leitos clínicos estão 740 pacientes e em unidades de terapia intensiva (UTIs), 547.

A taxa de ocupação de leitos de UTI para tratamento de Covid neste domingo é de 104% nos hospitais sul-mato-grossenses.

Além dos hospitalizados, o estado tem 251 pacientes que estão com a doença ou são casos suspeitos aguardando a transferência par leitos clínicos e de UTIs em hospitais. Somente na macrorregião de Campo Grande são 168, dos quais 137 da capital.

O estado tem ainda 14.505 casos suspeitos de Covid-19. Os laboratórios estão com 5.634 amostras de testes aguardando resultado e os municípios possuem 8.871 notificações em aberto.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também