Em um ano de pandemia Casa Satine entregou mais de uma tonelada de alimentos à população LGBTQIA+

Com a pandemia de COVID-19 completando um ano, a Insegurança Alimentar está presente na sociedade, principalmente entre a população LGBTQIA+, nesse período a Casa Satine conseguiu arrecadar e entregar um pouco mais de uma tonelada de alimentos.

Muitos dos atendidos pela casa são trabalhadores informais que com as medidas preventivas de isolamento social acabaram perdendo seus empregos ou deixando de comercializar seus produtos, Alimentos que compõem cestas básicas, álcool em gel, sabonete líquido, água sanitária, desinfetantes  dentre outros produtos estavam nas cestas doadas.

Mas a fome não cessou, mais de 116,8 milhões de pessoas estão em situação de insegurança alimentar ou passando fome no Brasil, segundo pesquisa feita em dezembro de 2020 pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan). O número, que é mais da metade do número de brasileiros, engloba pessoas que não se alimentam como deveriam, com qualidade e em quantidade suficiente. Somente na região Centro-Oeste, são mais de 3 milhões de pessoas nessa situação.

A Casa Satine ainda precisa de doações de alimentos e produtos de higiene pessoal para a população LGBTQIA+, para ajudar os que já recebem as cestas básicas e aumentar o número de pessoas beneficiadas, para o coordenador da Casa Satine, Jonatan Oliveira Espindola “Estamos precisando mais do que nunca de alimentos para a população LGBTQIA+ de Campo Grande, a insegurança alimentar só aumentou e mais pessoas perderam seus empregos e renda, precisamos ajudar aqueles que já estão na nossa lista e também os que chegam todos os dias até nós com pedidos de cestas básicas, se você puder, doe”.

É possível entregar as doações nas casas dos voluntários espalhados por vários bairros da Capital. O telefone para combinar essa possibilidade e tirar eventuais dúvidas é o (67) 99160-9662. 

Fonte: Ana Ostapenko

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também