Em pedido encaminhado ao ministro da saúde e ao governador de MS, Coronel David quer acelerar vacinação para servidores da segurança pública

Para acelerar o processo de vacinação dos servidores da segurança
pública de Mato Grosso do Sul contra a covid-19, o deputado estadual
Coronel David (sem partido), presidente da Comissão Permanente de
Segurança Pública e Defesa Social da Assembleia Legislativa, tem lutado
por esse direito dos profissionais.

No dia 8 de fevereiro, o parlamentar solicitou a vacina para o grupo ao
Governo do Estado de Mato Grosso do Sul e posteriormente reforçou
através de ofício pela Mesa Diretora da Casa ao Ministro de Saúde
Marcelo Queiroga para que haja o mais rápido possível a inserção desses
profissionais no grupo prioritário.

O Coronel David entende e insiste que esses profissionais merecem entrar
no grupo por estarem na linha de frente e realizam um trabalho essencial
de enfrentamento e combate à covid-19 todos os dias nos 79 municípios do
Estado. Nas últimas semanas, diversos servidores dessa categoria
morreram em decorrência da doença. Com o atual cenário, o deputado
enfatiza que estes funcionários estão consequentemente expostos e
precisam de amparo o mais rápido possível.

“Eles estão constantemente expostos ao risco de serem contaminados
durante o exercício de suas atividades que são feitas diariamente em
delegacias, em unidades prisionais, nas residências, hospitais,
comércios, e principalmente na rua”, pontuou o Coronel David quando
enviou o documento ao ministro.

O ofício enviado exclusivamente pelo deputado ao gabinete do ministro já
está sendo analisado pela (SVS) Secretaria de Vigilância em Saúde, setor
responsável no Ministério da Saúde, no entanto, o departamento informou
nesta quarta-feira (31), que o ministério deu total autonomia aos
estados para prepararem o plano de imunização dessa categoria. Com as
tratativas, o deputado aguarda, dessa forma, resposta do Governo de Mato
Grosso do Sul já que realizou o pedido em fevereiro deste ano.

Por mais que Mato Grosso do Sul esteja em primeiro lugar no país como o
Estado que mais vacina de acordo com o Consórcio de Veículos de
Imprensa, ainda é um dos estados brasileiros que ainda não incluíram
profissionais da segurança entre as prioridades essenciais, diferente da
população carcerária que foi incluída antes mesmo dos profissionais de
segurança.

“Sempre atuei no cumprimento da lei e ao lado da sociedade. Entre
criminosos e cidadãos de bem eu fico com os cidadãos de bem e
principalmente com os profissionais da segurança pública”, complementou
o parlamentar.

De acordo com o secretário Geraldo Resende houve aval pelo Conselho de
Secretários de Saúde (Conass) e do Conasems (Conselho Nacional de
Secretarias Municipais de Saúde) nos protocolos e aguarda que o
Ministério da Saúde libere o grupo prioritário para os profissionais da
segurança nos próximos dias.


Fonte: Coordenadoria de Comunicação do Deputado Coronel David

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também