Em 10 anos, ensino médio completo em jovens ligados ao campo em MS cresceu 98%

Com a evolução tecnológica do setor produtivo, a demanda por profissionais capacitados aumentou e os jovens estão ‘antenados’ a esta tendência. Dados do Rais (Relação Anual de Informações Sociais) mostram que, de 2009 a 2019, o ensino médio completo entre jovens do meio rural aumentou 98% em Mato Grosso do Sul. Esse é o tema do #MercadoAgropecuário desta segunda-feira (3).

De acordo com o levantamento, também houve aumento de 37% no número de jovens com ensino superior completo. Os dados indicam que, motivados pelo momento importante da agropecuária no mundo, os jovens do campo que anteriormente migravam para os centros urbanos, estão fazendo o caminho inverso: investindo em conhecimento para atuarem em empreendimentos rurais.

 “O avanço na escolaridade desse público foi estimulado pelas transformações no campo. O perfil da agropecuária moderna, com uso de tecnologias na produção e aprimoramento na gestão econômico-financeira das propriedades, exige profissionais cada vez mais qualificados com capacidade para se adaptar ao novo contexto”, acredita Lucas Galvan, superintendente do Senar/MS.

Para ele, a capacitação é essencial para que a transição de gerações à frente dos negócios rurais aconteça tranquilamente, com êxito, abrindo janelas para novas ideias, tecnologias e conceitos. “O Senar/MS está atento a esse momento, oferecendo capacitações gratuitas, de qualidade e adaptadas à realidade atual”, define Galvan.

Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul – Leandro Abreu

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também