Defensoria Pública de MS lança cartilhas sobre Violência contra a Mulher

A Defensoria Pública de MS lançou neste mês de março na programação especial dedicada à mulher duas importantes cartilhas, por meio do Núcleo Institucional de Promoção e Defesa dos Direitos da Mulher (Nudem): uma cartilha sobre a Violência Sexual e outra referente à Violência Obstétrica.

A coordenadora do Nudem, defensora pública Thais Dominato Teixeira, comenta que a pandemia trouxe grande preocupação quanto à violência doméstica. Em 2020, primeiro ano de isolamento social, a Defensoria registrou 3.879 atendimentos de violência contra a mulher, com 458 atuações relacionadas a divórcio litigioso e outras 445 referentes à medida protetiva.

Além disso, muitas mulheres procuraram a instituição relatando dificuldade em ter acesso aos serviços de saúde na área de planejamento familiar, como o da laqueadura, que teve 33 atendimentos.

Para a defensora, os materiais informativos foram produzidos com a finalidade de contribuir com o acesso à informação. “Esperamos que, por meio dessas cartilhas, possamos ajudar as mulheres no esclarecimento e principalmente no encorajamento para que evitem violências a partir do conhecimento dos seus direitos”, afirma Thais Dominato.

O defensor público-geral, Fábio Rogério Rombi da Silva, destaca as cartilhas demonstram o compromisso da Defensoria Pública de MS em “ampliar o conhecimento das mulheres sobre os seus direitos e sobre as instituições que integram à rede de atendimento e proteção à mulher, sendo, sobretudo, um instrumento de luta pelos direitos humanos. Um esforço no entendimento de que a culpa pela violência sexual nunca é da vítima”, pontua.

Para conferir a cartilha sobre a Violência Sexual, clique aqui.
O que é, quais são os tipos e como procurar ajuda em relação à Violência Obstétrica, acesse aqui a cartilha da Defensoria Pública de MS.

Fonte: Carla Gavilan Carvalho

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também