Com instalação de novas câmeras, presídio feminino de Corumbá garante monitoramento mais efetivo

Para reforçar a segurança, o Estabelecimento Penal Feminino “Carlos Alberto Jonas Giordano” (EPFCAJG), em Corumbá, reestruturou todo o sistema de monitoramento por câmeras. Instalados em pontos estratégicos, 16 equipamentos realizam a vigilância 24 horas por dia, possibilitando o armazenamento das filmagens por até 12 dias.

De acordo com a diretora do presídio, Elizandra Assis da Silva, além das câmeras já existentes no local, foram instaladas mais algumas, visando alcançar outros locais antes não monitorados.

“Nosso objetivo é sempre priorizar a segurança do local e esse sistema tem garantido um monitoramento mais efetivo tanto da área interna quanto da área externa”, afirma, ressaltando que, em breve, a unidade penal contará com mais um sistema de câmeras.

A dirigente destaca, ainda, que o sistema de vídeo proporciona maior controle da movimentação no presídio e foi adquirido com recursos próprios da unidade prisional. “Agradeço o empenho de toda a equipe de servidores que atuam bravamente no exercício de suas funções, para manter o bom desempenho das atividades desenvolvidas no EPFCAJG”.

Para o diretor-presidente da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), Aud de Oliveira Chaves, o uso da tecnologia tem se demonstrado muito útil para reforçar a segurança nas unidades prisionais. “O videomonitoramento, por exemplo, torna mais rápida qualquer ação necessária, tanto para contenção de possíveis tentativas de fuga, quanto para repressão de ataques externos, ou mesmo para interceptar arremessos de ilícitos”, finaliza.

Tatyane Santinoni, Agepen

Fotos: Divulgação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também