Apreensão de veículo por atraso no IPVA pode ser proibida

O deputado estadual Felipe Orro (PSDB) apresentou, nesta terça-feira (27), o Projeto de Lei 111/2021. A proposta pretende alterar dispositivo da Lei 1.810, de 22 de dezembro de 1997, que institui o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) – para vedar a retenção ou apreensão de veículo no caso do inadimplemento do referido imposto.

“O presente projeto visa proteger o contribuinte e o cidadão das práticas abusivas de cobrança indireta do IPVA, que configuram verdadeira sanção política, vedada pela jurisprudência do Supremo Tribunal Federal [STF]”, justificou o autor.

De acordo com a proposta, o STF vem se posicionando favoravelmente à proibição de retenção ou apreensão de veículos em razão de inadimplemento do IPVA, indicando a competência legislativa estadual o disciplinamento. Ainda segundo justificava do documento, tramita no Congresso Nacional o Projeto de Lei 8.494/2017 – que proíbe a apreensão ou remoção de veículo por autoridade de trânsito em função de atraso no pagamento de tributos, taxas e multas ou falta de porte de documento.

“A aprovação do presente projeto de lei torna necessária, para proteger o contribuinte de práticas abusivas de cobrança do IPVA por meio da apreensão dos veículos em caso de inadimplência, que muitas vezes depende do veículo para trabalhar e acaba sendo penalizado duplamente, pois além do pagamento do imposto em atraso, terá que arcar com o pagamento das diárias do período em que seu veículo ficou apreendido, configurando, assim, verdadeira sanção política”, defendeu Orro.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também