Mais tradicional São João de MS é cancelado devido ao coronavírus

04.06.2020

A exemplo de outros festejos juninos pelo Brasil, o mais tradicional São João de Mato Grosso do Sul também foi cancelado devido à pandemia de covid-19. Apesar disso, a prefeitura de Corumbá, município que fica a 414 quilômetros de Campo Grande, informou que o banho da imagem do santo no rio Paraguai está mantido, porém deverá obedecer a uma série de regras de biossegurança.

Além de mostrar a cultura e a fé de moradores, o evento incrementa a economia da cidade. Segundo a Fundação de Cultura e do Patrimônio Histórico de Corumbá , em 2019, a festa movimentou cerca R$ 1, 5 milhão em apenas quatro dias e para este ano, a expectativa era de superar esses valores.

O Arraial do Banho de São João começa a ser pensado no final de um ano para outro, no caso no final de 2019 para 2020, e a ser preparado de fato, após o carnaval. O evento conta com concurso de quadrilhas, decoração típica, barracas com venda de comidas, bebidas e artesanato e ainda shows musicais.

Para se ter uma ideia do tamanho do evento, no ano passado, 10 grupos participaram do concurso de quadrilhas e 80 barracas foram montadas, algumas delas de entidades filantrópicas.

No concurso de quadrilha, os três primeiros colocados receberam premiação em dinheiro. 1º lugar: R$ 900; 2º lugar: R$ 700 e o 3º lugar: R$ 400.

Agora, para evitar o aumento do número de contaminados pelo novo coronavírus, a economia vai ficar sem o tradicional incremento. No entanto, para amenizar o prejuízo material e cultural, a prefeitura em parceria com os chamados festeiros, que são pessoas devotas à São João e mantém vivas homenagens a ele, vai organizar medidas de segurança

A Fundação da Cultura e do Patrimônio Histórico de Corumbá tem cadastrados mais de 100 festeiros de São João, os quais são certificados como agentes culturais, pois todos os anos ajudam a tradição a não se perder.

Ainda conforme a Fundação de Cultura, nesse ano atípico por causa da pandemia, a Fundação de Cultura está em parceira com a Secretaria Municipal de Saúde, organizando uma agenda com os festeiros para explicar alguns pontos importantes para prevenção da transmissão da covid-19.

A homenagem ao santo não é somente o banho no rio. Começa na casa dos devotos com novenas e festividades e nos dias 23 e 24 de junho, estes festeiros saem das residências em comitiva com a imagem de São João em direção ao rio. Normalmente, muitas pessoas acompanham essa descida e a tradição também é passar por debaixo dos andouros.

O Banho de São João é uma manifestação religiosa e de cunho extremamente popular, que emana da comunidade. A tradição está em busca do Registro de Bem Imaterial Nacional, mas já é Patrimônio Imaterial de Mato Grosso do Sul.

Fonte: G1/MS

Voltar ao Topo

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Envie sua notícia

(67) 99968-0055

© 2019 Diário MS News. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Livre reprodução, transmissão ou redistribuição dos conteúdos sem edição. Pede-se a citação do crédito.

Site desenvolvido por: