Contemplado pelo FIC, livro sul-mato-grossense é um dos finalistas do Prêmio Jabuti

24.10.2020

Publicado com o patrocínio do Fundo de Investimentos Culturais, o FIC-MS, da Fundação de Cultura do Estado (FCMS), Itukeovo Terenoe é um dos dez finalistas do Prêmio Jabuti 2020. Trata-se de uma coletânea em quatro volumes produzidos por professores terenas de Miranda e organizados pela doutora em linguística Denise Silva.

Nascida em Miranda, Silva participou da implantação das escolas indígenas do município em 2000 e desde então dedicou-se à pesquisa da língua e da cultura indígenas em seu doutorado e pós-doutorado, quando capacitou professores terena com o objetivo de inserir a língua e a cultura desse povo no currículo escolar. Posteriormente, esses professores produziram os textos que compõem a coletânea, um projeto pioneiro que conquistou a Moção de Aplausos do Prêmio Rodrigo Mello De Freitas 2019, do Ipham. “É um material que é conhecido em todo o território nacional como referência na área de ensino de línguas indígenas”, afirma Silva.

Segundo a professora, o anuncio de Itukeovo Terenoe como um dos dez finalistas da 62ª edição do Prêmio Jabuti foi recebido com muita emoção pelos terena de Miranda que, este ano, perderam um dos autores da obra, Anésio Alfredo Pinto, que foi vitimado pela Covid-19 aos 65 anos. “Nesse momento de pandemia, em que a gente vem perdendo tantos idosos indígenas, esse material se torna mais relevante ainda, porque na sociedade indígena, o conhecimento está presente na memória dos mais velhos”, esclarece Silva, que considera o livro um dos legados de Anésio.

A pedagoga também destaca a importância de editais como o FIC na produção de trabalhos relevantes para a educação e para a preservação e divulgação da cultura local. “É um trabalho que já vinha sendo desenvolvido ao longo dos anos, mas sua materialização, com o formato em livro, com box, que é algo inédito na língua indígena brasileira, só foi possível com o apoio financeiro do Fundo de Investimentos Culturais do Estado de Mato Grosso do Sul”.

No total, foram 6 mil exemplares impressos com a ajuda do FIC, distribuídos nas escolas de Miranda e de outros municípios do Estado e do país onde há a presença de povos originários. Um dos maiores prêmios de Literatura do país, o resultado da 62º edição do Jabuti será divulgado no dia 26 de novembro.

Para mais informações acesse o site fundacaodecultura.ms.gov.br e siga nossas redes sociais no Youtube, Instagram e Facebook.

Fonte: Portal do MS

Voltar ao Topo

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Envie sua notícia

(67) 99968-0055

© 2019 Diário MS News. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Livre reprodução, transmissão ou redistribuição dos conteúdos sem edição. Pede-se a citação do crédito.

Site desenvolvido por: