Capital e interior batem recordes nos termômetros com bolha de calor

Autor: Por GABRIELA COUTO

23.01.2019

O calor que tem feito nos últimos dias está quebrando recordes nos termômetros das cidades de Mato Grosso do Sul. Ontem foi o dia mais quente em Campo Grande. A Capital registrou 36,7°C. A maior temperatura até então neste ano era de 35,1°C, registrada no dia 16 de janeiro.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) também confirmou altos índices no interior. Os aquidaunanenses tiveram que suportar 40ºC. Em Porto Murtinho foram 39,9°C. Já em Bela Vista o termômetro marcou 39ºC e Água Clara 38,9°C.

Até o fechamento desta matéria, a máxima registrada hoje em Campo Grande era de 36,2°C. Segundo a meteorologista do instituto, Helena Balbino, os altos valores nos termômetros são reflexo de uma bolha de calor que está no norte da Argentina e no Paraguai.

“Você estão pegando a beirada desta bolha. Ela é causada por uma alta pressão que faz com que o ar atmosférico dos níveis mais altos desça, inibindo a formação de nuvem e intensificando o calor”, explicou.

Nos países vizinhos, onde a bolha está mais intensa, os termômetros marcam 33ºC durante à noite. “Só tem um jeito. É ar condicionado para quem gosta e quem não gosta. Quem não tem, vai para o shopping ou locais refrigerados.”

A previsão é que novos recordes aconteçam neste verão. “As pessoas precisam se hidratar muito e procurar lugares mais fresco na hora de mais calor, entre meio-dia e às 15h. Tem que conseguir transpirar”. O Inmet afirma que os termômetros vão baixar a partir de sábado, com ventos do oeste trazendo chuvas para o Estado. 

Um dos aliados para amenizar o calor dos sul-mato-grossenses é o tereré. No interior as pessoas têm levado o item até mesmo para o ambiente do trabalho. Nos finais de semana, quem não tem piscina em casa se refresca em rios e cachoeiras.

Fonte: Correio do Estado

Voltar ao Topo

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Envie sua notícia

(67) 99968-0055

© 2019 Diário MS News. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Livre reprodução, transmissão ou redistribuição dos conteúdos sem edição. Pede-se a citação do crédito.

Site desenvolvido por: