STF condena Rita Lee a pagar R$ 7,3 mil para policiais que insultou

Autor: Sarah Chaves, com informações do Infonet

14.02.2020

O Supremo Tribunal Federal (STF), condenou em decisão expedida na terça-feira (11), a cantora Rita Lee a pagar R$ 7.300 mil para 33 policiais militares que ela insultou durante um show em janeiro do ano passado em Aracaju, Sergipe.

No show que ocorreu durante o festival  Verão Sergipe, policiais faziam buscas por drogas entre o público, e foi quando Rita interrompeu a apresentação e passou a insultar os policiais, e ironizou os soldados, pedindo para eles se acalmarem e “fumarem um baseadinho”, e depois passou a agredi-los verbalmente, usando palavras como “cachorros” e “cavalos”. Após a confusão, ela chegou a ser detida

A decisão do STF  é final e não cabe mais recurso. A cantora tem prazo de 15 dias para fazer o pagamento — caso contrário, cabe multa de 10% sobre o valor.

Em abril, Rita havia sido condenada a pagar indenização por danos morais a cada PM no valor de R$ 5.000 mil. Com os valores corrigidos, a indenização a cada um dos 33 policiais militares será, agora, de R$ 7.300 reais para cada policial, de acordo com notícia do site sergipano Infonet.

No Twitter, a cantora expressou insatisfação com a decisão. “A truculência que houve no meu show foi igual a das recentes manifestaç?es. Me posicionei ao lado do público. Para safado, nenhum tost?o furado. Apenas minha silenciosa manifestaç?o anti vocês-sabem-quem. Quando a ditadura é um fato, a resistência é um dever”, escreveu.

A cantora se recusou a acompanhar os oficiais e também não quis falar com os jornalistas, que a esperavam para uma entrevista coletiva. Ela, então, foi processada por apologia ao crime e desacato a autoridade.

Fonte: JD1 Noticias

Voltar ao Topo

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Envie sua notícia

(67) 99968-0055

© 2019 Diário MS News. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Livre reprodução, transmissão ou redistribuição dos conteúdos sem edição. Pede-se a citação do crédito.

Site desenvolvido por: