As consequências de renunciar

Se concordar com a disputa pelo governo, Marquinhos tem que renunciar ao cargo até dia 02 de abril do ano que vem e ficar no sereno sem mandato.
Freepik

Estudiosos acreditam que o gesto do Presidente do Brasil, Jânio Quadros, tenha sido realizado cheio de esperança: ele estaria pretendendo voltar, nos braços do povo, garantido por militares, em um verdadeiro autogolpe.

O tiro saiu pela culatra e o Brasil, que já bambeava em crises, acabou mergulhando em uma espiral de instabilidades — e aquele ato de 25 de agosto de 1961, na verdade, foi ingrediente inicial para um caldo que terminaria no golpe que instituiu a ditadura militar em 1964.

Exemplo mais recente

Sílvio Mendes de Oliveira Filho, nascido no dia 31 de agosto de 1949, na cidade de Campo Maior, foi eleito prefeito da cidade de Teresina em 2004, derrotando em uma disputa de segundo turno a esposa do ex-senador Mão Santa, Adalgisa Moraes Sousa (PMDB).

Foi reeleito prefeito de Teresina em 2008, ainda no primeiro turno, vindo a renunciar ao cargo em 2010 para ser candidato ao Governo do Piauí. No entanto, foi derrotado nas urnas pelo então governador Wilson Martins (PSB).

Marquinhos Trad

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, admitiu que poderá aceitar o convite do PSD para candidatar-se a governador de Mato Grosso do Sul no próximo ano. 

A hipótese de rompimento da aliança entre o PSD e o PSDB, do governador Reinaldo Azambuja no âmbito das eleições 2022, pode ter consegue cias imaginárias na política sul-mato-grossense.

Azambuja teve apoio de Marquinhos na hora de se reeleger governador, em 2018; e Marquinhos, quando concorreu ao segundo mandato, em 2020, teve a candidatura abraçada por Azambuja.

Essa harmonia política pode ter dias contados, ao menos quando o assunto tratado for a disputa eleitoral para escolha do novo governador de Mato Grosso do Sul, em 2022.

Se concordar com a disputa pelo governo, Marquinhos tem que renunciar ao cargo até dia 02 de abril do ano que vem e ficar no sereno sem mandato.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também