Visita não faz Reinaldo mudar de opinião sobre obra

Nem mesmo a primeira visita, fez o governador Reinaldo Azambuja mudar de opinião a respeito da obra do Aquário do Pantanal, que ele considera com um equivoco e desnecessário e que não será prioridade da sua administração. 

“Já publiquei um decreto criando uma comissão que terá a atribuição de contratar um auditoria independente para avaliar o atual estágio e o que ainda falta para concluir“, afirmou Reinaldo Azambuja após realizar na manhã de hoje uma visita a obra. “Inicialmente a previsão era de que o Aquário custaria R$ 87 milhões e agora esse custo já foi elevado para R$ 173 milhões e não se sabe ao certo se o custo não deverá ficar ainda maior “, afirmou Reinaldo Azambuja. 

"Temos que realizar esta auditoria, até porque tem outros R$ 34 milhões reservados para a conclusão da obra e não sabemos ao certo se serão suficientes para a a sua conclusão”, justificou o Governador. A Comissão Especial que está sendo constituída por representantes do Poder Executivo, do Ministério Público Estadual, Tribunal de Contas, CREA e CAU. 

O Governador disse que a Comissão vai contratar a empresa para realizar auditoria na obra e em um prazo de 90 dias vai ter condições de apresentar uma posição sobre o destino que deverá ser dado para o Aquário do Pantanal. Durante a visita que realizou o Governador  recebeu as informações sobre a obra do arquiteto Luis Mário Penteado que é funcionário da Agesul. 

Apesar de não admitir publicamente a impressão da equipe do novo governo é de que, ao contrário das afirmações feitas pelo ex-governador André Puccinelli, faltam bem mais do que 10% para a conclusão do Aquário do Pantanal. Outras obras O Governador não descartou que possam ocorrer novas auditorias em obras que não foram concluídas pela administração anterior. 

“Temos que ter uma ideia exata de como está a administração estadual e com os dados que nos foram repassados durante a transição isso não foi possível”, afirmou Reinaldo Azambuja assegurando que agora é que a nova equipe de Governo está começando a ter uma ideia mais clara  de como está recendo o Estado. Tudo isso está sendo feito para que tenhamos segurança para dar início ao investimento dos recursos do estado pois de acordo com o que recebemos ainda não temos condições para realizar uma avaliação  dos investimentos do atual Governo. 

“Queremos concluir todas as obras que estão paralisadas pois deixar elefantes brancos pode dar prejuízos ainda mais elevados para os cofres públicos”, disse o governador”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também