Vídeo: crateras formam poças d’água gigantes e prejudicam motoristas

"O Alcides Bernal já não serve mais nem para ser vereador. Já estamos comemorando o aniversário dos buracos que tem nessa rua, porque tem mais de um ano que vivemos esse pesadelo. Isso aqui é uma vergonha, a nossa cidade está definhando a cada dia que passa", diz João.

Sem esperança: é assim que se definem os moradores e comerciantes  da Rua Alto da Serra, no bairro Moreninha II, em Campo Grande. Eles destacam que aprenderam a conviver com as 'ruas se definhando' a cada dia. 

O morador João Moreira de Souza, 59 anos, afirmou que já não acredita nas palavras do atual gestor da Capital, Alcides Bernal (PP), já que ao caminhar pelas ruas do bairro, se depara com crateras que, na maioria das vezes, deixa pessoas feridas.
 
O estalador de som Diego Cesar Salim, 22 anos, que possui um comércio há dois anos na região, contou que um ônibus tentou passar pelos buracos, quebrou dois molejos [peças de suporte] e o motorista acabou perdendo o controle do veículo, deixando pessoas desesperadas.
 
"Na semana passada, um ônibus tentou atravessar as crateras e acabou quebrando dois molejos, fazendo o motorista perder o controle do ônibus e a sorte é que não vinha nenhum outro veículo na pista contrária, porque se viesse, tinha batido", diz Diego.,

"Aqui está tudo entupido, a água não escorre para dentro das bocas, ela só passa em cima. Fora a água podre que fica acumulada na frente das nossas casas, isso aqui é uma vergonha. Tem boca de lobo que ninguém enxerga mais, que está entupida de barro e sujeira e a prefeitura nem dá sinal de vida", diz o morador.

Diego acredita que o Chefe do Executivo utilizará o serviço de tapa-buraco como estratégia política, deixando para solucionar os problemas essenciais da Capital próximo das eleições. "Ele está esperando o período de campanha para resolver os nossos problemas aqui. A cidade está um caos, eu nunca vi Campo Grande viver assim, em meio a tantos buracos".
 
Mesmo sendo considerado um morador novo na região, Nilson Ferreira, 46 anos, que mora na frente da maior cratera da Rua Alto da Serra, esquina com a Rua Macambira, afirma que todas as bocas de lobos estão entupidas, fazendo com que a água da chuva tenha uma força maior.

Nilson destaca ainda que, por se tratar de linha de ônibus, acreditava que os problemas deveriam ser solucionados com mais agilidade. "Aqui é linha de ônibus, normalmente eles dão uma atenção maior para essas ruas, mas aqui está tudo esquecido, tudo jogado".
 
Confira um vídeo onde o ônibus demora 30 segundos para fazer a travessia das crateras:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também