Unidade de Hospital de Barretos na Capital corre risco de fechar

Preocupados com a possibilidade de que a unidade do Hospital de Câncer de Barretos em Campo Grande tenha o mesmo destino da localizada em Fernandópolis (SP), que encerrará as atividades dentro de 30 dias, funcionários apelam por doações, que devido a crise econômica, caíram.

Desde que foram inaugurados, em agosto de 2013, os serviços prestados nunca tiveram apoio financeiro da prefeitura ou do governo do Estado e hoje, o hospital amarga déficit mensal que chega a R$ 500 mil.  Todos os meses, pelo menos seis mil mulheres são atendidas no local. 

"Se a unidade de Campo Grande vai fechar ou não, eu não sei, mas aqui funciona do mesmo jeito que lá (Fernadópolis), sem nenhum repasse público", disse a enfermeira Dianiffer Martins Capelesso, que trabalha lá desde 2014 e que afirma estar bastante preocupada com a situação. 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também