Uber tem quase 200 motoristas cadastrados em Campo Grande

O diretor-presidente da Assotáxi (Associação dos Taxistas Auxiliares de Campo Grande) José Carlos Áquila, 54, garante que até o fim desta semana o Uber estará funcionando na Capital. Conforme o dirigente pelo menos 180 motoristas migraram do táxi para o novo sistema de transporte de passageiro, mas taxistas prometem protestar e dizem que confronto será inevitável.
 
“Nada começou, pois, a empresa, que é americana, recebe os cadastros dos motoristas e depois manda as respostas dos aprovados”, explica Áquila. “Eles ainda não devem ter terminado o pacote, depois disso eles [Uber] devem implantar o sistema até o fim desta semana ou no máximo meados da semana que vem ”, completou.
 
Sobre quantas pessoas serão cadastradas, Áquila diz não saber pois a empresa não revela esses números. Ele disseapenas que serão 180 taxistas que já estão confirmados. O presidente revela ainda que não precisa obter curso para exercer a função, mas ele ressalta que quem não conhece a cidade pode se complicar no serviço prestado. “Não precisa ter curso de taxista, basta ter na habilitação com a descrição de atividade remunerada.

Mas quem não conhece Campo Grande pode se perder na cidade e vai se complicar na hora de atender o cliente”, afirmou. José Carlos revelou que para aqueles que não têm carro a saída é buscar empresas de locação de veículos que são parceiras.
 
São três locadoras em Campo Grande que cobram uma taxa de R$ 50 a diária. “Elas [locadoras] alugam o carro para o interessado, é bem mais barato do que alugar os táxis, que ficam em torno de R$ 185 a R$ 235”, disse. “Nós não somos contra ninguém até que não é do ramo pode trabalhar, tem espaço para todo mundo”, finalizou. Carlos diz não acreditar que terá confrontos com os taxistas pela implantação do serviço, ele afirma que a cidade é de paz e não terá violência entre os profissionais
 

Facebook
Twitter
WhatsApp

Leia Também