“Tudo sobre controle” – 54 é o número de mortos devido à  gripe H1N1 em MS

Subiu para 54 o número em decorrência da gripe Influenza. O número consta do novo balanço divulgado nesta quinta-feira, dia 15 de junho, pela Secretaria Estadual de Saúde (SES). Na semana passada, o número de óbitos (por todos os subtipos da gripe) era 43. Conforme o boletim divulgado hoje, Campo Grande continua liderando o número de mortos, com 14 óbitos por H1N1, um por Influenza B e um por Influenza A não subtipado.  Em segundo lugar em número de óbitos está a cidade de Naviraí com sete mortes confirmadas.

O número de mortos em 2016 é o maior em oito anos. Além de Campo Grande e Naviraí, também foram registradas mortes pela gripe nas cidades de Água Clara, Antônio João, Aquidauana,  Bataguassu, Caarapó, Corumbá, Costa Rica, Coxim, Dourados, Douradina, Glória de Dourados, Ivinhema, Jardim, Juti, Laguna Caarapã, Maracaju, Rio Verde, Rio Brilhante,  Santa Rita do Pardo, São Gabriel D´Oeste e Três Lagoas.

Apenas em relação à gripe H1N1, de janeiro até agora foram confirmados 271 casos da doença no Estado, sendo 87 em Campo Grande. 

Conforme a SES, uma ação fundamental para diminuir a circulação dos vírus da gripe é a adoção de hábitos simples:
– Higienizar as mãos com frequência;
– Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
– Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
– Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
– Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
– Não partilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal;
– Evitar aperto de mãos, abraços e beijo social;
– Reduzir contatos sociais desnecessários e evitar, dentro do possível, ambientes com aglomeração;
– Evitar visitas a hospitais; – Ventilar os ambientes.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também