Reinaldo cria coordenadorias regionais para aproximar governo dos municípios

O governador Reinaldo Azambuja iniciou na noite de segunda-feira (19 de janeiro) os trabalhos das Coordenadorias Regionais, extensões do governo que atuarão na interlocução entre o Estado e os municípios sul-mato-grossenses.
 
Em reunião com os nove coordenadores e o secretário da Casa Civil, Sérgio de Paula, o governador apresentou a primeira demanda: iniciar a interlocução com os entes públicos e a população. O objetivo é fazer um balanço dos principais problemas de cada cidade e buscar soluções de forma conjunta.
 
“As Coordenadorias irão aperfeiçoar o papel do Estado nas cidades e vão de encontro a uma das metas de governo, que é a municipalização, a busca de uma gestão democrática que ouça as demandas e as propostas de prefeitos, vereadores e dos cidadãos”, explica Seikó Miahira, ex-vereador de Jaraguari e uma dos coordenadores.
 
A cada quinze dias o secretário da Casa Civil, Sérgio de Paula, receberá em reunião com os coordenadores do interior os relatórios com as principais demandas. No encontro serão definidas as atuações e a responsabilidade de cada ente (estadual e municipal) em cada situação.
 
As coordenadorias regionais contam com os seguintes participantes: Jorge Oliveira dos Santos, vereador e secretário de Obras de Rio Verde de Mato Grosso; Seikó Miahira, ex-presidente da União das Câmaras de Vereadores de Mato Grosso do Sul; Adir Teixeira, ex-secretário de Esporte e Cultura de Ponta Porã; Edson Stefano Takazono, ex-prefeito de Anaurilândia; Cilimar José Cazelli, presidente da União dos Deficientes Físicos de Iguatemi; Inácio Espíndola, vereador de Laguna Carapã; Gerson Prata, produtor rural e ex-candidato a prefeito de Miranda e Dirceu Bettoni, ex-prefeito de Paranhos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também