Reinaldo confirma mais dois nomes e já tem cinco secretários para o novo governo

Faltam apenas oito vagas, pelo menos oficialmente, para serem anunciadas pelo novo governador, Reinaldo Azambuja (PSDB), no secretariado. O novo governador confirmou mais dois nomes e chegou a cinco secretários oficializados.

O chefe de transição de Azambuja, Marcelo Migliolli, assumirá a Secretaria de Infraestrutura e o deputado federal Márcio Monteiro (PSDB) a Secretaria de Fazenda. Não há nenhuma novidade até o momento nos nomes indicados por Azambuja, já que todos já eram cotados para a pasta.

O novo governador já anunciou Rose Modesto (PSDB) na Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Inclusão e Assistência Social, Eduardo Riedel na Secretária de Governo e Gestão Estratégica e Sérgio de Paula na Casa Civil.

Miglioli explica que estava à disposição do governador para ajudar e aceitou o convite. Sobre o desafio, ele diz que é muito importante ser secretário de qualquer pasta e que na Infraestrutura é fundamental entender que a obra pertence ao governo e não ao governador. Por isso, garante que verificará contratos e medições para dar continuidade a todas obras da gestão de André Puccinelli (PMDB).

Azambuja tem 13 cargos do primeiro escalão para distribuir. Com as cinco indicações, faltam apenas oito nomes para os cargos mais importantes: Administração e Desburocratização; Educação, Saúde, Justiça e Segurança Pública; Habitação; Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação; Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente; Produção e Agricultura Familiar.

Entre os cotados para os cargos disponíveis estão Maria Cecília Amêndola para Educação, Nelson Tavares para a Saúde, Athayde Nery para Cultura, Ademar Silva Junior para a Produção e Agricultura Familiar, Sívio Maluf para Segurança e Maria do Carmo Avesani para a Secretaria de Habitação.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também