Presidência publica exoneração do ministro Romero Jucá

Foi publicada na edição desta terça-feira, dia 24, a exoneração, a pedido, do ministro do Planejamento Romero Jucá. Ontem, o ministro decidiu se afastar da pasta do Planejamento após a divulgação de gravação em que ele sugere um acordo para barrar o avanço da Operação Lava Jato.

A conversa foi no início de março, entre o então senador Romero Jucá e o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado. Os dois falaram sobre um pacto para acabar com a operação Lava Jato após a aprovação do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff. 

O anúncio do afastamento foi feito pelo próprio Jucá. Ele afirmou que  ainda acompanhará os assuntos do Ministério, mas que permanecerá licenciado até que o Ministério Público se manifeste a respeito da gravação.

— Tenho certeza que não cometi nenhuma irregularidade em relação à Lava Jato, que eu apoio e sempre apoiei.

Questionado se volta ao ministério após a manifestação do MP, Jucá afirmou:
— Não sei.

Como ministro licenciado, Jucá volta a ocupar sua cadeira no Senado. Ele foi eleito senador por Roraima, pelo PMDB.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também