Prefeitura e Embrapa formam grupo especial de trabalho para acelerar projetos

Na busca de fortalecer as parcerias com órgãos e entidades que favoreçam o desenvolvimento econômico e social de Campo Grande, a atual gestão municipal tem provocado uma reaproximação com as empresas públicas e privadas, no sentido de dar andamento às ações e projetos de interesse do coletivo. Neste contexto, o prefeito Gilmar Olarte abriu sua agenda neste sábado (28) na Embrapa Gado de Corte, na vila Popular, em encontro pautado principalmente pela retomada do projeto para implantação do Parque Florestal Municipal e o programa Agroescola, que consiste em um acordo de cooperação técnica entre a Embrapa, a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia de MS (Fundect), a Universidade Federal de MS (UFMS) e o Município, referente à realização do curso, que tem duração de um ano.

Um grupo de trabalho misto com a participação da Semadur, Sedesc, Planurb e o Gabinete do Prefeito está sendo formado para fazer os estudos de viabilidade e dar encaminhamento para agilizar o processo. Olarte ressalta a preocupação do Município em acelerar os projetos oriundos de parcerias. “Temos interesse em retomar uma série de ações que precisam de parcerias para caminhar com celeridade. No caso da Embrapa, que é hoje uma instituição que serve como referência nacional pelo papel que cumpre na sociedade, é essencial que seja fortalecido esse vínculo pois existem projetos importantes que já haviam sido sinalizados mas que nos últimos anos não caminharam. Precisamos estar sintonizados para assegurar o desenvolvimento da nossa Capital, que só é possível se todos os setores estiverem em pleno funcionamento”, justifica o prefeito. 

O chefe-geral da Embrapa Gado de Corte, Cleber Oliveira Soares disse que essa aproximação com a prefeitura garante acima de tudo a inclusão da população de Campo Grande junto à Embrapa, por meio de ações desenvolvidas pela prefeitura dentro do espaço da instituição, que hoje possui uma área com 3 mil hectares, sendo 1,2 mil hectares de mata preservada. “Esse encontro é estratégico para a Embrapa. Vale lembrar que o Centro Nacional de pesquisa de Gado de Corte está sediado aqui em Campo Grande. A população muitas vezes não tem conhecimento do nosso trabalho e trazer a prefeitura pra perto, fazendo parcerias também no sentido de oferecer cursos e demais ações que tragam a população para dentro da Embrapa vai permitir que o nosso trabalho favoreça outros segmentos além do agronegócio”, considera o representante da Embrapa. 

No próximo dia 11 de março acontece a abertura da Dinapec – Dinâmica Agropecuária, que tem como propósito aproximar o público das novidades tecnológicas disponibilizadas ao mercado, de uma forma diferenciada buscando promover um maior intercâmbio de informações entre os diversos públicos presentes, permitindo uma interatividade entre pesquisa-extensão e o produtor. Na ocasião, serão entregues os certificados para os alunos concluintes do Programa Agroescola, no ano de 2014. A prefeitura é parceira do evento e estará presente por meio de suas secretarias. 

O encontro desta manhã contou com a participação do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo, de Ciência e Tecnologia e Agronegócio, Natal Baglioni e do coordenador municipal de Assuntos Comunitários, Elvis Rangel.
 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também